Publicidade

derbicampineiro

Hélio dos Anjos comandou Daniel Paulista, do Guarani, em três clubes

O caminho de Daniel Paulista e Hélio dos Anjos se cruzaram pela primeira vez no Juventude, no ano de 2005

| ACidadeON Campinas -


 

Hélio dos Anjos, técnico da Ponte Preta. (Foto: Denny Cesare/Código 19/Arquivo)

Com 64 anos, muitos deles dedicados ao futebol, o técnico Hélio dos Anjos reencontrará um antigo comandado no dérbi 203 entre Guarani e Ponte Preta no domingo, às 16h, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O ex-jogador em questão é o atual técnico do time bugrino, Daniel Paulista. 

O caminho de Daniel Paulista e Hélio dos Anjos se cruzaram pela primeira vez no Juventude, no ano de 2005. Hélio chegou em outubro daquela temporada e saiu em junho de 2006, após receber um convite do Fortaleza. O clube de Caxias do Sul era o 11º colocado do Brasileirão. 

Na sequência, se cruzaram no São Caetano, em 2006, e a parceria acabou não sendo das melhores. O treinador era o quarto técnico a dirigir o time do ABC, rebaixado no Brasileirão, (antes vieram Nelsinho Baptista, Emerson Leão e Paulo César Gusmão), e colecionou sete derrotas nos sete jogos realizados.  

Em 2011, Hélio dos Anjos chegou no Sport para assumir o cargo que vinha sendo ocupado por Geninho. O treinador tinha a dura missão de recuperar o time e colocá-lo na briga pelo Campeonato Pernambucano. No elenco, estava novamente o volante Daniel Paulista, de 28 anos. 

No Sport, eles viveram o melhor momento como dupla. Foram 24 jogos, muitos deles com Daniel Paulista entre os titulares, com 11 vitórias, sete empates e seis derrotas e um vice-campeonato pernambucano, perdendo na final para o Santa Cruz, com o volante em campo. 

"Foi um excelente treinador para mim (como atleta) e conseguiu construir uma carreira vitoriosa no meio do futebol. Sobre o desempenho na Ponte, só vou falar após o jogo contra o Vitória", disse Daniel Paulista. 

O encontro entre Daniel Paulista e Hélio dos Anjos será neste domingo. Enquanto Hélio já está focado no dérbi, Daniel tem ainda um desafio pela frente. Nesta terça-feira, o Guarani volta a Recife para enfrentar o Náutico, nos Aflitos. O time bugrino é o 17º colocado, com quatro pontos. A Ponte é a sétima, com sete. 

"Tive o prazer de dirigir o Daniel em três clubes. Tinha todo perfil para virar treinador. Exercia uma liderança muito boa dentro do clube. Era focado, muito profissional. Ele é um ídolo no Sport em função disso. Tem uma carreira vencedora, no sentido de ótimos trabalhos. Para mim, foi um prazer comandá-lo. É uma pessoa que respeito muito como treinador e tenho certeza que vai crescer muito mais. Era um belíssimo jogador, atuou comigo como líbero, e como volante. Já fomos adversários outras vezes, mas será um prazer enfrentá-lo no dérbi campineiro", contou Hélio dos Anjos.

Mais notícias


Publicidade