Aguarde...

Política

Covid-19: Câmara decide suspender atividades com público

A decisão foi tomada no começo da noite desta quinta-feira após reunião da Comissão de Planejamento Estratégico de Emergência

| ACidadeON Campinas

Atividades com público estão suspensas na Câmara de Campinas. (Foto: Divulgação/Câmara de Campinas)

A Câmara de Campinas decidiu ontem (12) suspender as atividades legislativas com público como maneira de prevenção ao coronavírus. Ontem a Prefeitura informou que investiga a suspeita de 35 casos suspeitos e o Hospital de Clínicas da Unicamp disse que aguarda a contraprova de cinco pacientes que fizeram o teste da doença (leia mais aqui).

A decisão foi tomada no começo da noite desta quinta-feira após reunião da Comissão de Planejamento Estratégico de Emergência, criada para desenvolver estratégias e ações de prevenção ao novo vírus.  

Entre as ações afetadas estão as audiências públicas, comissões realizadas pelos parlamentares, palestras e reuniões solenes.
Os eventos desta sexta-feira (13), sábado (14) e domingo (15) já foram cancelados. Na segunda-feira (16) a presidência da Câmara deve dar o parecer sobre a situação das reuniões ordinárias, realizadas às segundas e quartas-feiras.  
 
LEIA TAMBÉM 
Secretaria suspende atividades esportivas para idosos por causa do coronavírus
Coronavírus: Unicamp suspende atividades de 13 a 29 de março

A presidência ainda deve definir também o período de suspensão das atividades, abrangência das suspensões e detalhes do funcionamento da Casa.  

A Comissão ainda sugeriu, com pedido encaminhado ao Ministério Público, o cancelamento de eventos esportivos e culturais da cidade que causem aglomerações, como a Corrida na Lua que acontece no domingo e o dérbi entre Guarani e Ponte Preta na próxima segunda-feira, com sugestão para que o evento ocorra de portas fechadas.  

O grupo da Comissão contra o coronavírus é formado pelos vereadores ligados à área da saúde, como Paulo Haddad (CIDAD), Pedro Tourinho (PT), Rodrigo da Farmadic (PP), Jorge da Farmácia (PSDB) e Carmo Luiz (PSC), além de servidores da Câmara.  

Segundo Tourinho, os membros decidiram em concordância sobre a suspensão. "Entendemos que está na hora da cidade restringir eventos com grande participação de público, como forma de prevenção do contágio da doença na cidade. São em eventos com grande aglomeração que podem acontecer uma grande disseminação do vírus", afirmou o parlamentar.

Mais do ACidade ON