Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Especial Névio Archibald

PSDB cresce com CP, se aproxima de presidência e pode complicar Jonas

Com presidência e relatoria da comissão que pode cassar Jonas Donizette, tucanos devem ser fiel da balança para eleições de 2020

| ACidadeON Campinas

O deputado federal Carlos Sampaio está novamente de olho nas eleições para prefeito (Foto: Denny Cesare/Codigo19) 

Nas mãos dos tucanos, a Comissão Processante (CP) que investiga o Caso Ouro Verde e pode resultar na cassação do mandato do prefeito Jonas Donizette (PSB) fortalece o partido na disputa pela presidência da Câmara. Nos bastidores, Gilberto Cardoso, o Vermelho, Marcos Bernardelli e Luiz Henrique Cirilo são os nomes da legenda colocados para assumir o comando do Legislativo nos próximos dois anos. O momento também é favorável à sigla para a estratégia da eleição municipal de 2020.

Nos últimos meses, os parlamentares citavam nomes do PSB, mas o partido não tem, até o momento, uma unidade sobre um representante. O Caso Ouro Verde também promoveu um racha dentro da legenda. A abertura da CP deu mais poder aos tucanos. Isso porque eles podem complicar a vida de Jonas e até retirá-lo de sua cadeira. Cirilo preside a comissão e Vermelho é o relator.

A CP investiga as denúncias que envolvem o Hospital Ouro Verde e integrantes do governo que teriam fraudado licitações e direcionado contratos para desviar recursos. Jonas é investigado, mas como possui foro privilegiado, o caso está na Procuradoria Geral de Justiça.

Chapa branca não

Quando a comissão foi sorteada, Cirilo, já na função de presidente, disse que vai atuar na máxima transparência e negou a linha "chapa branca", ou seja, que atuará sob o comando do governo.

Cenário favorável

O cenário é favorável para o PSDB. A bancada pode barganhar ainda mais com o governo e levar a Presidência da Câmara ou, se decidirem romper a sólida aliança que mantiveram até agora, têm a chance de ganhar força para concorrer à Prefeitura em 2020. O grupo já cita novamente Carlos Sampaio para o cargo. Sampaio tentou, por três vezes, ser o prefeito em Campinas. Na eleição de 2014, em meio a Lava Jato, obteve votação expressiva para deputado. Era um dos principais aliados do então senador Aécio Neves que concorreu à Presidência naquele ano. Neste pleito porém, mesmo reeleito, viu o número de votos despencar na cidade.

Aliança


Desde que Jonas assumiu o poder em Campinas, os tucanos são os mais fortes aliados do governo. Ocupam diversas secretarias e estão no comando de empresas da administração indireta. Jonas também foi um ferrenho defensor de Geraldo Alckmin na disputa pela presidência. No entanto, na disputa ao governo, foi o coordenador da campanha de Márcio França, do seu partido, que chegou ao segundo turno, mas foi derrotado por João Doria. 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON