Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Especial Névio Archibald

Citação de sobrinho de Jonas em delação é "fato novo" para CP

Ex-diretor da Vitale disse que Michel Abrão Ferreira atuou pela contratação de servidor para que Saúde desse "retorno" para a Prefeitura; vereadores querem que secretário deponha

| ACidadeON Campinas

Michel Abrão Ferreira ocupou a extinta Secretaria Municipal Chefia de Gabinete de 2013 a 2016. (Foto: Prefeitura de Campinas/Divulgação) 

A citação de Michel Abrão Ferreira, secretário de Governo e sobrinho do prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), na delação do ex-diretor da Vitale Daniel Câmara, é o exemplo de "fato novo" que o governo não gostaria de ver em meio aos trabalhos da CP (Comissão Processante) contra o prefeito.

Em acordo de delação premiada, Daniel disse que Michel teria determinado a contratação de Maurício Rosa como diretor da Secretaria de Saúde para coordenar um esquema de cobrança de propinas de laboratórios privados.

Maurício foi preso na segunda fase da operação do Gaeco (Grupo de Ação Especial contra o Crime Organizado), que apura desvio de verbas do Hospital Ouro Verde.

PROPINA?

"Maurício Rosa foi colocado pelo Michel para resolver essas questões e ajeitar a secretaria de saúde que era deficitária", disse Daniel em depoimento ao promotor Daniel Zulian. Ele pergunta: "Como assim, deficitário?" E Câmara responde: "O laboratório do município não dava retorno nenhum pro prefeito, retorno para a Prefeitura". O promotor então pergunta: "Propina?" O delator confirma: "Propina... então a saúde não gerava nenhum recurso pra prefeitura e ele (Maurício) estava ali pra tentar gerar devoluções para prefeitura", afirmou.  

Veja o vídeo com o depoimento: 



MICHEL PARA DEPOR

Os vereadores Marcelo Silva (PSD), que propôs a CP contra Jonas diante das denúncias no Ouro Verde, e Nelson Hossri (Podemos), querem que a comissão convoque Michel para depor. "Desta vez, o secretário envolvido nesse escândalo de corrupção na saúde de Campinas é um homem muito forte da administração municipal e próximo ao prefeito. A Câmara precisa cumprir seu papel de fiscalizar o Executivo", disse Hossri.   

NÃO É O PRIMEIRO 

Michel não é o primeiro secretário de Jonas diretamente envolvido com as denúncias no Ouro Verde. Silvio Bernardin, ex-secretário de Assuntos Jurídicos, foi preso no último dia 22, na terceira fase da operação. Ele é acusado de ter direcionado a contratação de empresas pela Vitale. O secretário de Saúde, Carmino de Souza, também foi citado como integrante do esquema.

À ESPERA

Além de Michel, Marcelo Silva também pediu a convocação de dez testemunhas para a CP. Mas os depoimentos podem nem chegar a acontecer. Eles só seriam realizados na fase de instrução - depois que o prefeito apresentar sua defesa. Após isso acontecer, a CP pode já ser encerrada se os integrantes decidirem pelo arquivamento - e se ele for aprovado em plenário.

SEM SENTIDO

Em nota, a Prefeitura de Campinas disse que "não vê nenhum sentido na fala do delator. O ex-servidor Maurício Rosa foi demitido logo na primeira fase da operação do Ministério Público."

ALIÁS...

A onda de grampos utilizados na operação do Ministério Público está dificultando a comunicação com vereadores e funcionários do alto escalão da Prefeitura. Muita gente tem preferido falar pessoalmente ou pelo WhatsApp. Melhor prevenir, né?

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook