Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Especial Névio Archibald

Governo busca reconciliação com base na Câmara

Após eleição tumultuada e com o relacionamento arranhado, Legislativo inicia ano cheio de incertezas

| ACidadeON Campinas

Marcos Bernardelli (PSDB) foi eleito presidente da Câmara para o biênio 2019/20 (Foto: Divulgação) 

Após uma eleição tumultuada e que deixou ainda mais feridas na base do prefeito Jonas Donizette (PSB) na Câmara de Campinas, o governo busca uma reconciliação com seus apoiadores. No entanto, o histórico de desavenças entre Executivo e Legislativo não parece estar perto do fim - principalmente pela crise política que afeta a atual gestão e o andamento da CP (Comissão Processante) que investiga as denúncias contra o chefe do Executivo.

O secretário de Relações Institucionais, Wanderley Almeida, reconhece que o processo que levou Marcos Bernardelli (PSDB) à Presidência da Câmara foi difícil e gerou desgastes mas, desde então, tem conversado com os parlamentares e buscado um entendimento.

"Eu já estive com alguns vereadores e conversamos. Alguns estão fora da cidade e ainda não conseguimos contato. A eleição foi acirrada e deixou sequelas, mas todos com que conversei deixaram claro que o momento eleitoral da Casa já foi superado", afirmou.

A relação entre Executivo e Legislativo começou a se complicar no ano passado. As denúncias do Caso Ouro Verde, aliadas à falta de recursos em estrutura para serviços básicos, como Saúde e Educação, fizeram aumentar a cobrança da população em relação ao trabalho dos parlamentares que, por sua vez, passaram a pressionar o governo para que as reclamações de seus redutos eleitorais fossem atendidas. A oposição ganhou fôlego e conseguiu apoio para a abertura da CP.

A interferência do governo na eleição da Câmara e a escolha de Bernardelli para assumir o cargo também não agradou a base. Os três principais candidatos eram tucanos e a escolha por Bernardelli azedou as relações com o núcleo que apoiava o então candidato Gilberto Cardoso, o Vermelho (PSDB).

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON