Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Especial Névio Archibald

Jonas aposta em "puxadinho" para recuperar imagem

Jonas confia tanto no poder de sua proposta que resolveu entregá-la pessoalmente aos vereadores nesta quarta-feira

| ACidadeON Campinas

Entrega será na tarde desta quarta-feira. Foto: Divulgação/Prefeitura de Campinas

Esquecido há anos nas gavetas do Executivo, a Lei do Puxadinho, mais do que facilitar a vida de 250 mil moradores que não conseguem regularizar seus imóveis, vai ajudar o prefeito Jonas Donizette (PSB) a melhorar sua imagem na Câmara.  

Jonas confia tanto no poder de sua proposta que resolveu entregá-la pessoalmente aos vereadores nesta quarta-feira (LEIA MAIS AQUI). Mas essa importância toda só surgiu agora, depois que o peessebista conseguiu sobreviver ao processo de cassação, no qual foi acusado de omissão e negligência no Caso Ouro Verde, mas acabou inocentado por sua base governista.   

Em troca, tem feito diversos afagos em sua base e punido quem, segundo integrantes do governo, não foi fiel. É o já tradicional toma lá dá cá da política brasileira.  

Originalmente a Lei do Puxadinho foi criada pela própria Câmara, mais especificamente pelo vereador José Carlos Silva (PSB). Pouco tempo depois ela foi considerada inconstitucional e suspensa, deixando quem tem imóveis irregulares de mãos atadas.  

Quatro anos foi o prazo que o governo Jonas levou para criar uma nova lei. No ano passado integrantes do governo chegaram a anunciar que a proposta seria encaminhada, o que não ocorreu. Disseram ter priorizado a Lei de Uso e Ocupação do Solo e o Plano Diretor.  

Agora, mais do que nunca, a pauta ganhou importância no Executivo. Não só porque afaga seus aliados no Executivo, mas também porque, de certa forma, faz parte da agenda positiva que Jonas tenta impor para recuperar uma parcela de sua popularidade, abalada por escândalos e por graves crises, principalmente na saúde.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON