Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Especial Névio Archibald

Sociologia e jardinagem acaloram debate na Câmara

Vereadores trocaram ataques em discussão sobre criação de datas comemorativas em Campinas

| Especial para ACidade ON

Uma discussão que começou com o Dia do Jardineiro, passou pela sociologia e terminou no veto a estrangeirismos em publicidades acalorou a sessão da Câmara de Campinas na tarde desta quarta-feira (21). O pontapé inicial foi dado por Paulo Galtério (PSB).

Os vereadores Paulo Galtério e Professor Alberto (Foto: Divulgação)

Ele subiu à tribuna para dizer que tem um grupo em Campinas que ficaria do lado do mosquito da dengue caso os vereadores propusessem um projeto de lei para acabar com ele. "São os contra tudo", afirmou.

Ele emendou dizendo que tem sido criticado por um projeto de criar o Dia do Jardineiro para inclusão no calendário oficial do município. Em defesa de sua proposta, no entanto, ele acabou indiretamente cutucando seu colega, Professor Alberto (PR), que discute a criação do Dia da Sociologia em Campinas.

"Sou um vereador próximo do povo, das pessoas simples. Por isso quero homenagear os jardineiros. Mas pelo jeito não pode. Se for Dia do Sociólogo tudo bem, mas jardineiro não pode", afirmou.

RÉPLICA

Na terceira parte da sessão, depois da Ordem do Dia, Professor Alberto resolveu retrucar. Disse que seu projeto está em fase embrionária, e que convocará uma audiência pública para discuti-lo.

Depois, mirou em Galtério criticando outro projeto do vereador, o que quer obrigar peças de publicidade a conterem a tradição de termos estrangeiros.

"Isso é uma coisa que o Aldo Rebelo tentou fazer quando era deputado e não deu certo. Nossa língua é viva, é dinâmica, assim como o inglês nos influencia o português influencia outros idiomas também."

RATOS

Professor Alberto ainda citou um exemplo para ilustrar sua indignação. "Imagine um estabelecimento que coloque um cartaz escrito 'vende-se mouses'. Vai colocar o que? Vende-se ratos?"

Enquanto Professor Alberto falava, Galtério foi conversar com o presidente Marcos Bernardelli (PSDB), aparentemente para solicitar tempo e poder falar também. O presidente fazia sinal de negativo com a cabeça, indicando que precisava ir embora.

Assim que Professor Alberto terminou seu discurso, Bernardelli encerrou a sessão.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON