Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Especial Névio Archibald

Irmão de Santini foi com Eduardo Bolsonaro aos EUA

Vicente Santini estava em comitiva que foi a Washington para encontro na Casa Branca em viagem considerada "extravagante"

| Especial para ACidade ON

Comitiva de Eduardo Bolsonaro, com Vicente Santini (2º da direita para a esquerda) em visita a Olavo de Carvalho (Foto: Divulgação) 

Irmão do vereador de Campinas Tenente Santini (PSD), o secretário-executivo da Casa Civil do governo Bolsonaro, Vicente Santini, estava na comitiva encerrada sábado (31) e liderada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), o "Zero Três", a Washington, nos EUA.

A viagem despertou debate pelo seu alto custo e pouco efeito prático. Das cerca de 33 horas em que passou em Washington, a comitiva de Eduardo ficou duas na Casa Branca, em conversas com integrantes do Conselho de Segurança Nacional dos EUA e à espera do encontro com o presidente americano - que durou meia hora.

No resto do tempo, Eduardo, seus auxiliares e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, fizeram passeios e almoçaram em uma sala reservada de um dos restaurantes à beira do canal que leva ao rio Potomac.

Na região portuária revitalizada de Wharf, pagaram cerca de US$ 1.000 (R$ 4.000) para uma mesa de sete pessoas no Del Mar, do chef italiano Fabio Trabocchi. Passaram quase três horas no segundo andar do restaurante, onde pediram quatro porções de paella três grandes e uma pequena, que, segundo o cardápio, alimentariam de 14 a 21 pessoas.

Beberam sangria e preferiram sair pela porta da cozinha, nos fundos, para tentar despistar a imprensa.

Segundo um dos funcionários do local, Eduardo afirmou que era "filho do presidente do Brasil" para justificar o uso da saída alternativa, escondendo-se dos cinco jornalistas que o aguardavam.

Em Campinas, Tenente Santini, apesar de ser do PSD, é um dos maiores expoentes e defensores do Bolsonarismo. Fez campanha para Bolsonaro nas eleições e frequentemente, em seus discursos na Câmara, defende o governo.

 

A VIAGEM

Ao lado de Eduardo, além de Vicente Santini, embarcaram o ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, o assessor especial da Presidência, Arthur Weintraub, o assessor para assuntos internacionais da Presidência, Filipe Martins, e mais dois assessores.

A viagem seria um bate-volta na sexta-feira, com escala em Manaus, mas acabou sendo prolongada. Na noite de sexta, após o evento na Casa Branca e um jantar na embaixada brasileira em Washington, Eduardo, Santini e Weintraub pegaram um táxi para passear.

O Itamaraty ainda não divulgou os custos e o pagamento dos gastos da viagem. (Com Folhapress)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON