Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Especial Névio Archibald

Vereador contraria PSL e diz que continuará aliado de Jonas

No último dia 2, partido disse que sairia do governo Jonas Donizette alegando corrupção e escândalo na saúde

| ACidadeON Campinas

O vereador Edison Ribeiro (PSL) (Foto: Divulgação/Câmara de Campinas) 

O vereador Edison Ribeiro (PSL) afirmou na noite desta quarta-feira (9) que continuará integrando a base aliada do governo Jonas Donizette (PSB), apesar do próprio partido ter divulgado há uma semana que sairia da Administração do pessebista após sete anos. Ribeiro é o único vereador da sigla na Câmara de Campinas.

No último dia 2, o PSL - que está em uma guerra judicial devido a troca de presidência - alegou, entre outras coisas, que o atual prefeito de Campinas foi condenado em 2ª instância por improbidade administrativa e que o partido tem um projeto próprio para 2020.

A carta que anuncia a partida é do dia 1º de outubro e é assinada pelo atual presidente do partido, o advogado Ronny Soares Carnauskas. Ele assumiu o partido no dia 30 de agosto, destituindo o antigo líder, André Ribeiro, filho de Edison Ribeiro.

Na tribuna, nesta quarta, Ribeiro disse que vai continuar apoiando Jonas e que recebeu uma ligação da executiva do PSL. Eles teriam dito que Ribeiro é "a raiz (do partido) na cidade de Campinas".

"Mando um abraço a todos - executiva do PSL, Major Olímpio, Junior Bozela que é deputado federal. Eu já estou no segundo mandato. Antes, o PSL era nanico, não tinha ninguém que queria o PSL. E hoje é um grande partido, com grandes deputados e senadores e um grande presidente", disse.

Sobre a saída do governo, ele disse que além de não sair da base do governo, ele tem "absoluta certeza" que pelo Estatuto do Partido ele deve continuar ao lado do chefe do executivo.

O PSL

O atual presidente do PSL, Ronny Carnauskas, foi procurado e disse que analisará a fala do vereador com calma, amanhã.

BOLSONARO FORA?

Ribeiro também comentou sobre a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sair do partido, informação que começou a circular nesta quarta-feira (9) em todo o país. Ele estaria determinado a sair do PSl, mas ainda busca uma saída jurídica para desembarcar do partido.

Sobre isso, o vereador de Campinas cometeu um ato falho e diz que o presidente já havia saído. Logo em seguida, se corrigiu e disse que "se isso se concretizar". "Eu votei no Bolsonaro, fiquei triste que tá saindo do partido... não sei se vai concretizar. Acreditei nele e ele tá fazendo o melhor sim. Mas a vida continua", disse.  

PEDIU DESCULPA

O mesmo vereador pediu desculpas às mulheres nesta quarta, também. Ele havia passado um pouco do ponto na sessão do dia 30 de setembro, ao falar às mulheres que estavam entre manifestantes que "a novela já está começando". Sua fala foi criticada por Mariana Conti, Tourinho e Petta.

Nesta quarta, ele disse que pediu desculpas, mesmo que algumas pessoas não tenham se sentido ofendidas. "Vocês são muito importantes no que fazem, tá? Desculpa", disse.


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON