Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

vidaeestilo

Sobreviventes da bomba atômica narram tragédia em peça

Espetáculo-documentário terá apresentação única neste sábado, no Teatro Castro Mendes, em Campinas

| ACidadeON

Os sobreviventes Kunihiko Bonkohara e Junko Watanabe e o diretor Rogério Nagai (Foto: Renan Lopes/ACidade ON Campinas)

A peça "Os Três Sobreviventes de Hiroshima" narra a realidade de quem sentiu na pele o primeiro ataque nuclear da história. A apresentação única será neste sábado (1º), no Teatro Castro Mendes, em Campinas.

Os três sobreviventes de Hiroshima, cidade que foi atingida por uma bomba atômica lançada pelo exército americano em 1945, narram o evento e suas vidas após a guerra. O espetáculo-documentário nasceu em 2012, com base em pesquisas sobre a comunidade e imigração japonesa no Brasil.

A apresentação reconstrói a história do militar Takashi Morita, na época com 21 anos, e dos civis Kunihiko Bonkohara, com 5 anos e Junko Watanabe, com 2 anos, que estavam em Hiroshima no dia do bombardeio. A encenação é acompanhada de fotos originais e canções da época executadas pelos sobreviventes para compor o clima da apresentação.

A sobrevivente Junko, hoje com 75 anos, conta que só soube que era sobrevivente aos 38 anos de idade. Os pais esconderam essa realidade dela por medo de replesálias e preconceitos da sociedade. Hoje, ela se apresenta na peça por acreditar que a história de Hiroshima não deve ser esquecida. "Temos cada vez menos sobreviventes e precisamos manter essa história viva para que ela não se repita", disse.

"Ainda que trate de uma tragédia, o texto traz uma reflexão sobre a paz por onde passa, com uma mensagem forte de resiliência, perdão e superação. Colocar os sobreviventes em cena é uma maneira que o projeto encontrou de mostrar a importância de propagar e manter a paz, para que acontecimentos como esse nunca mais se repitam", ressalta Rogério Nagai, diretor e roteirista do projeto.

GUERRA

Em 6 de agosto de 1945, no estágio final da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos lançaram uma bomba na cidade de Hiroshima. Três dias depois, atingiram também Nagasaki. Foram milhares de mortos e feridos, além de sobreviventes que buscaram retomar suas vidas depois da tragédia. Os números oficiais informam entre 130 e 240 mil mortos como resultado destes que foram os primeiros e únicos ataques nucleares contra civis em toda a história.  



No Brasil, há 83 sobreviventes das bombas, todos associados à Associação Hibakusha Brasil Pela Paz, anteriormente chamada de Associação das Vítimas da Bomba Atômica no Brasil. Após ajuda médica e reconhecimento dado a essas pessoas, a associação passou a se dedicar também à propagação de mensagens de paz e pelo fim de armas e usinas nucleares.

"Os Três Sobreviventes de Hiroshima" é uma das ações apoiadas pela Associação. O espetáculo é realizado pela NAGAI Produções Artísticas e Culturais, criada em 2011 em São Paulo, que desenvolveu ainda o seminário "Hiroshima e Nagasaki NUNCA MAIS! em 2016", em São Paulo.

O espetáculo terá uma apresentação única em Campinas, no Teatro Castro Mendes, neste sábado. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria da casa ou pela internet.

SERVIÇO
O quê: teatro-documentário "Os Três Sobreviventes de Hiroshima"
Quando: sábado (1º), às 20h
Quanto: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada)
Onde: Teatro Castro Mendes - Rua Conselheiro Gomide, 62 - Vila Industrial, Campinas

Os ingressos podem ser adquiridos pela internet ou nos seguintes pontos de venda:  

- Instituto Cultural Nipo-Brasileiro: Rua Camargo Paes, 118 Jd. Guanabara, tel. (19) 3241-1213. Horário de funcionamento de segunda a sexta das 8h às 22h e sábado das 8h às 16h, somente dinheiro.

- Teatro Castro Mendes: Rua Conselheiro Gomide, 62 - Vila Industrial, tel. (19) 3272-9359. Horário de funcionamento de terça a domingo das 16h às 21h, somente me dinheiro.

- Vizu Sublimação: Rua Irmã Serafina, 775 - Centro, tel. (19) 3231-7299. Horário de funcionamento segunda das 10h às 18h, terça a sexta das 8h às 18h e sábado das 8h às 16h, dinheiro ou cartão.


Mais do ACidade ON