Publicidade

lazerecultura

Museus de Pedreira ultrapassam marca de 545 mil visitantes

Levantamento feito Secretaria Turismo traz dados desde a fundação do Museu Histórico e o da Porcelana até dezembro de 2021

| ACidade ON - Circuito das Águas -

Óleo sobre tela do fundador de Pedreira, coronel João Pedro de Godoy Moreira: obra de 1893 fica no Museu Histórico (Foto: Adilson Spagiari)
Um levantamento feito pela Secretaria de Turismo de Pedreira a respeito do Museu Histórico "São José de Anchieta" e do Museu da Porcelana "Adelino dos Santos Gouveia", revelou que os locais superaram a marca de mais de 545 mil visitantes.

A pesquisa reúne dados desde a inauguração do Museu Histórico, em julho de 1980, e do Museu da Porcelana. em dezembro de 1996, até 31 de dezembro de 2021. Em números exatos, 546.117 pessoas visitaram os espaços durante o período

Dormitório estilo "Império", de 1931, presente no museu histórico (Foto: Adilson Spagiari)
Segundo o turismólogo Adilson Spagiari, cerca de 210 exposições diferentes foram sediadas nos museus que ficam no centro histórico de Pedreira ao longo dos anos. Os espaços recebem exposições de longa duração e temporárias com itens presentes em seus acervos. As mostras atendem a diferentes tipos de públicos e fortalecem a presença dos visitantes no cenário cultural.    

Representação garantida  

Conjunto de potiches em porcelana (Foto: Adilson Spagiari)
Desde 2017, Pedreira é Município de Interesse Turístico (MIT) e os museus estão na linha de frente entre as atrações turísticas da cidade. De acordo com o prefeito Hamilton Bernardes Junior (DEM), as unidades são importantes para a representatividade da cidade.  

"Nossos bens culturais são exemplares significativos de tradições históricas e artísticas. Quando falamos do acervo de porcelanas, é importante lembrar que as obras marcaram gerações em mais de 110 anos de fabricação, propagando o nome de Pedreira no cenário nacional", diz.

Perfil dos visitantes

De acordo com secretário municipal de Turismo de Pedreira, Rodolfo Firmino Rossetti, tanto o público brasileiro como estrangeiro prestigiam as coleções apresentadas no circuito expositivo. "Em 2020, no primeiro trimestre, antes do fechamento por causa da pandemia, turistas de oito países tinham conhecido os acervos. Em 2021, após a permissão para a reabertura dos espaços, verificou-se a visita de pessoas vindas da Inglaterra, da Colômbia e da Holanda, além do público de 14 diferentes estados brasileiros", pontua.


Mais notícias


Publicidade