Publicidade

Blogs e colunas   -   alma inclusiva

Laudo médico para PCD e oficina on-line para educadores e artistas estão disponíveis gratuitamente

A primeira iniciativa visa promover o acesso de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e a segunda, oferecer aprimoramento profissional aos educadores

| ACidade ON - Circuito das Águas -

Duas ações inclusivas gratuitas: laudo médico para PCD e oficina para educadores e artistas. Foto: Pixabay e de divulgação
Ações gratuitas e que promovam a inclusão no mercado de trabalho e o aprimoramento profissional são sempre bem-vindas. Ainda mais diante das revisões do PIB, que preveem a piora do cenário do desemprego no país em 2022. Conseguir uma oportunidade de emprego, principalmente quando se trata de pessoas com deficiência (PCD), não é uma tarefa fácil nos dias atuais. E, se não tiver um laudo médico, o trabalhador com deficiência dificilmente conquistará uma vaga.

Por isso, a importância do 2º mutirão de laudo caracterizador para ingresso no mercado de trabalho. Ele será realizado em Campinas e atenderá as pessoas com deficiência residentes na região campineira. A iniciativa é do Polo de Empregabilidade Inclusiva (PEI) de Campinas, em parceria com o Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo (Imesc). O laudo será oferecido gratuitamente.

Os interessados devem realizar o pré-agendamento do seu atendimento até o dia 27 de outubro por meio do link: https://forms.gle/qY43pGYgcaBib3z18 ou poderão tirar suas dúvidas pelo WhatsApp (19) 99674-0511. O 2º mutirão será realizado no dia 4 de novembro, na unidade do PEI Campinas, localizado na Avenida das Amoreiras, 165, no Parque Itália.

A Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD) informou que serão realizadas perícias nas modalidades de clínica geral, neurologia, ortopedia e traumatologia. Acrescentou que os indicados também serão submetidos às perícias de psiquiatria, além de especialidades de abrangência não médica, como assistência social, psicologia e fonoaudiologia. 

A expectativa é o mutirão atender 50 pessoas com deficiência, interessadas no mercado de trabalho, de acordo com a SDPD. Após a perícia, os inscritos realizarão uma entrevista inicial com a equipe do PEI Campinas. Até o momento, cinco pré-agendamentos foram efetivados. 

A ideia, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria, "é apoiar os inscritos em todo o processo de inclusão, buscando vagas compatíveis ao seu perfil profissional". E continuou: "Já temos parcerias com empresas da região que estão interessadas na contratação de profissionais com deficiência".

1º Mutirão 

O primeiro mutirão de Laudos Caracterizadores de Deficiência em Campinas foi realizado no dia 30 de agosto de 2021, em parceria com o Imesc. Ele ocorreu nas dependências da Associação de Educação do Homem de Amanhã (AEDHA). 

Nesse mutirão foram realizados 42 agendamentos, sendo que houve uma taxa de abstenção de 38%, totalizando 11 atendimentos. "É importante ressaltar que, durante a realização do mutirão, foram atendidas pessoas encaminhadas para avaliação que tiveram a hipótese diagnóstica de deficiência descartada", de acordo com a SDPD.  

Importância do laudo  

A secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão, gravou um vídeo para falar da importância do laudo e convidar as pessoas com deficiência a usufruir desse serviço gratuito. Assista abaixo. 


Mesmo com a Lei n°. 8.213/91, conhecida como a Lei de Cotas, que prevê que as empresas com mais de 100 funcionários devem fazer a contratação de pessoas com deficiência entre 2% e 5% de seu quadro pessoal, menos de 1% do total de empregos formais do Brasil são ocupados por PCD, de acordo com dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2016. A taxa de inclusão de PCD no mercado de trabalho tem apresentado crescimento constante ao longo dos últimos anos, mas ainda é pouco representativo.  

Um dos entraves de contratação de PCDs é o laudo médico. Este documento é um pré-requisito para a contratação pela Lei de Cotas e exigência para obter direito a outros benefícios, como a isenção de IPI na compra de um automóvel e a CNH especial.  

A SDPD explicou: "Com o indicativo das alterações e impedimentos nas funções e estruturas do corpo (física, auditiva, visual, intelectual e psicossocial), limitações, desempenho e necessidades de apoio, o Laudo Caracterizador de Deficiência está apoiado no Índice de Funcionalidade Brasileiro (IFBr), que visa ampliar o olhar das empresas a respeito das capacidades laborais do indivíduo, em conjunto com a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID)." 

A ação integra o programa estadual Meu Emprego Inclusivo, fruto da parceria entre as Secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico e dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Ela tem como objetivo promover o desenvolvimento profissional, a inclusão e a permanência de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, além de oferecer cursos de qualificação técnica e empreendedora.  

Serviço do 2º Mutirão de Laudo Caracterizador - PEI Campinas
Data e horário: 4 de novembro, das 9h às 13h
Local: Avenida das Amoreiras, 165 - Parque Itália - Campinas/SP
Pré-agendamento até 27 de outubro: https://forms.gle/qY43pGYgcaBib3z18
Dúvidas: WhatsApp (19) 99674-0511  

Oficineiros Jorge Fantini (à esquerda), diretor artístico do Teatro Sia Santa; Aline Wolf (centro), fonoaudióloga; e Ruth Elizabeth (à direita), atriz e professora de teatro. Fotos: Divulgação.

Oficina on-line e gratuita para educadores e artistas 

A ACESA Capuava, entidade sem fins lucrativos de Valinhos que tem como público alvo crianças, jovens e adultos com Transtorno do Espectro Autista (TEA), deficiência intelectual, deficiência múltipla e surdez, em parceria com a companhia de teatro Sia Santa, está com inscrições abertas para a Oficina de Vivência Cultural. Ela será on-line e totalmente gratuita e tem como público alvo os educadores e artistas. 

As oficinas irão acontecer conforme forem sendo fechadas as vagas limites para as turmas, com 30 pessoas no máximo. Para inscrições e mais informações, a ACESA Capuava disponibilizou o e-mail ana.eckert@gmail.com. As oficinas terão duração de 40 minutos.  

Segundo a entidade, serão trabalhados conteúdos relacionados à voz, exercícios e jogos, além dos caminhos percorridos desde a estória até a apresentação. Além disso, também serão disponibilizados aos participantes 11 vídeos com exercícios e uma apostila com conteúdo ligado ao tema.  

A edição deste ano será ministrada pelos oficineiros Jorge Fantini, diretor artístico do Teatro Sia Santa, Ruth Elizabeth, atriz e professora de teatro, e Aline Wolf, fonoaudióloga e professora doutora da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto.

Segundo a entidade, o objetivo é oferecer aos participantes informações que os tornem conhecedores dos caminhos percorridos para se colocar um espetáculo teatral em pé. "Educadores e artistas, trabalhando em conjunto, podem fazer de uma ida ao teatro uma excelente atividade educacional, e não apenas um mero entretenimento", ressaltou Jorge Fantini, diretor artístico do Teatro Sia Santa e um dos oficineiros, por meio de assessoria de imprensa.  

A iniciativa compõe uma das atividades do plano anual - Espaço ACESA Capuava, um projeto PRONAC 202954 com realização do Ministério do Turismo, pela Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial da Cultura com patrocínio das empresas: DHL, Unimed Campinas, Myralis Pharma e Scholle IPN.  

Serviço Oficina de Vivência Cultural da ACESA Capuava e do teatro Sia Santa
Inscrições e mais informações: e-mail ana.eckert@gmail.com.
Data e horários: As oficinas serão abertas conforme o fechamento de turmas, sendo cada uma delas com 30 pessoas no máximo. Elas serão realizadas da seguinte maneira:
- Segundas-feiras: início entre 14h e 15h, terminando até as 16h
- Quintas-feiras: início entre 8h e 11h, terminando até as 12h
- Sábados: início entre 9h e 11h, terminando até as 12h

Sobre o Blogueiro

Alma Inclusiva

Nice Bulhões é jornalista, disléxica e mãe azul. Pantaneira, nasceu em Corumbá (MS) e mora em Campinas (SP) há mais de 20 anos. Passou por redações de jornais impressos nos dois estados e atualmente faz assessoria de imprensa. No blog, trata de assuntos referentes a todas as formas de inclusão.


Publicações


Facebook


Publicidade

Publicidade