Looney Tunes estão de volta em "Space Jam: Um novo legado"

Ao lado de personalidades adoradas, como Pernalonga e Patolino, o astro da NBA, LeBron James, estrela o novo longa-metragem do diretor Malcolm D. Lee

| ACidade ON - Circuito das Águas -

LeBron James e Pernalonga em "Space Jam: Um novo legado" (2021) (Foto: Divulgação)
A interação de atores com personagens animados não é nenhuma novidade nas produções cinematográficas, mas caiu em desuso após o avanço nas tecnologias da computação gráfica. Entretanto, a Warner Bros. decidiu reproduzir essa técnica nas telas mais uma vez e, para isso, escolheu revitalizar uma narrativa que fez muito sucesso há exatos 25 anos. Ao lado de personalidades adoradas, como Pernalonga e Patolino, o astro da NBA, LeBron James, estrela a produção Space Jam: Um novo legado. Com um toque de humor infantil, o longa-metragem do diretor Malcolm D. Lee faz um passeio por todos os grandes clássicos do estúdio.
 
Jogador LeBron James em "Space Jam: Um novo legado" (2021) (Foto: Divulgação)

A trama de Space Jam: Um novo legado tem início na infância do atleta, quando LeBron ainda não havia se destacado no esporte que lhe deu fama. Seu estilo de vida mais simples e sem muito luxo é apresentado durante um diálogo com sua mãe, em que ela diz não poder acompanhar um de seus jogos de basquete, pois seu turno no trabalho termina somente à noite. A ficção apresentada pelo diretor é mesclada à história real do protagonista, que realmente teve uma infância menos abastada.

Em seguida, os créditos iniciais são utilizados como uma breve biografia de sua carreira de muito sucesso, na qual conquistou a nomeação de jogador mais valioso da temporada regular de basquete nos anos de 2009, 2010, 2012 e 2013. Sua passagem por diferentes times norte-americanos também é abordada, já que essa característica se torna um assunto relevante à trama do longa-metragem.

Após a apresentação do passado de LeBron, o espectador é encaminhado para o presente e para a parte mais ficcional do filme, quando James recebe uma oferta da Warner Bros. para ser inserido digitalmente em diversos projetos do estúdio. A proposta foi criada por Al G. Ritmo, a inteligência artificial que comanda, secretamente, os estúdios, mas que vive preso no interior dos computadores e é interpretada pelo ator Don Cheadle. Através da fama e prestígio de LeBron James, Al G. pretende se tornar relevante e ser valorizado por seu trabalho. 
 
LeBron James, Cedric Joe e Don Cheadle em "Space Jam: Um novo legado" (2021) (Foto: Divulgação)

Para concluir o seu plano obscuro, a inteligência artificial decide enviar o jogador da NBA para dentro do ciberespaço, onde os dois irão se enfrentar em uma partida de basquete. Caso LeBron vença, ele terá permissão para retornar ao seu mundo. Mas, se Al G. Ritmo vencer, o atleta ficará preso na interface digital para sempre. Como uma artimanha maligna, Al G. envia LeBron para o mundo dos Looney Tunes, onde todos os personagens foram embora para outros universos da Warner, restando apenas o Pernalonga.

Com o auxílio do coelho falante, LeBron James segue em busca de seu time de basquete, que será formado por Lola Bunny, Patolino, Piu-Piu, Frajola, Gaguinho, Ligeirinho, entre outras personalidades do famoso desenho animado. Neste momento, Malcolm D. Lee mergulha na diversidade dos produtos realizados pela Warner Bros. ao longo dos anos, viajando pela Metrópolis do Superman em quadrinho, pelo clássico Casablanca, pelo western Mad Max: Estrada da Fúria, entre muitos outros sucessos do estúdio. 
 
Atleta da NBA e personagens do Looney Tunes em "Space Jam: Um novo legado" (2021) (Foto: Divulgação)

Durante esta etapa do longa-metragem, LeBron permanece, em grande parte, como um desenho animado, assim como os seus companheiros de cena. Quando o protagonista retoma a sua versão original, é possível perceber que ele não possui o mesmo carisma de seu antecessor, o atleta Michael Jordan, e pode ter sido essa a razão da abordagem escolhida pelo diretor em utilizar, ao máximo, LeBron James apenas na dublagem de seu personagem. A possível aparição do astro que deu vida ao filme no ano de 1996 ainda causa um momento de descontração no final de Space Jam: Um novo legado, por meio de um trocadilho feito com seu nome.

A aventura protagonizada pelo atleta da NBA ainda rende uma bela propaganda aos estúdios da Warner Bros., que são constantemente apresentados no decorrer da trama. O filme todo parece uma grande homenagem às realizações da produtora cinematográfica, já que personagens e projetos realizados por ela são destaque em algumas cenas. 
 
LeBron James e Pernalonga como Robin e Batman em "Space Jam: Um novo legado" (2021) (Foto: Divulgação)

Na partida final de basquete, é possível encontrar personalidades icônicas do cinema ao redor da quadra, como o King Kong, os gremlins, alguns homens com as roupas eternizadas pelo longa-metragem Laranja Mecânica, o Pinguim e o Coringa da série do Batman, a bruxa má do oeste de O Mágico de Oz e até mesmo os vilões alienígenas do primeiro filme. As referências são tantas que é impossível visualizar todas.

Com um forte apelo à nostalgia e a apresentação de temas que não serão compreendidos pelo público mais jovem, Space Jam: Um novo legado parece ter sido criado para a geração que assistiu ao seu antecessor. Além disso, a mudança das roupas dos personagens e a atualização dos efeitos especiais que dão aspectos mais realistas, como a pelagem dos animais falantes, são algumas das características que pretendem apresentar a modernidade e a correção de erros cometidos no passado, algo que pode ser apreciado com mais afinco por àqueles que conhecem as referências do desenho e a produção anterior.
 
Confira mais críticas e dicas sobre lançamentos de filmes na página Ao Som da Claquete!