Aguarde...

Gigante: Chegada de Warren Buffett consolida Nubank

A confirmação do Nubank como um dos maiores do mundo acontece com a chegada de Warren Buffett ao banco

| ACidade ON - Circuito das Águas

O Nubank recebeu essa semana aporte de US$ 1,5 bilhão (R$ 7,5 bilhões na cotação atual) do fundo gestor Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett.

O aporte bilionário transformou o Nubank, e consolidou a fintech como um gigante no cenário financeiro internacional.

O que é uma fintech? 

A fim de tentar romper com o status quo comandado por grandes bancos, empreendedores resolveram entrar na briga com as maiores instituições financeiras do planeta.

Fintech é toda startup que atua no setor econômico, e utiliza soluções tecnológicas para resolver problemas.

Quem nunca teve um problema com o banco e teve dificuldade ou simplesmente não conseguiu resolver?

Na intenção de inovar e trazer soluções para o público é que surgem as startups do mercado financeiro, ainda que essas aparições incomodem instituições centenárias.

O Nubank é o principal exemplo brasileiro de uma fintech, sendo considerado o banco mais confiável pelo público brasileiro.

Porém, o Nubank não é a única fintech que atua no mercado nacional. Outras jovens instituições estão fazendo sucesso. São os casos de: 

  • Banco Inter 
  • Pag Bank 
  • Neon 
  • C-6 Bank 
  • Pic Pay 
  • Quinto Andar         

 

Há ainda outras startups que atuam no setor financeiro e não necessariamente são bancos. Contabilizei, Toro Investimentos, Creditas e Bidu são alguns exemplos.

Com o investimento de Warren Buffett, o Nubank, com menos de uma década de existência, se firma como a quinta instituição financeira mais valiosa do país - US$ 30 bilhões.

Essa posição deixa para trás bancos centenários, como Banco do Brasil, que vale US$ 20,6 bilhões.

O Nubank superou também o valor de mercado da XP (US$ 23 bilhões), e se aproximou do Santander (US$ 33,6 bilhões), BTG Pactual (US$ 36,4 bilhões).

A expansão do Nubank 

Criada em maio de 2013 pelo colombiano David Vélez, e com sede em São Paulo, o Nubank teve um crescimento expansivo nos últimos anos.

A preferência de grande parte dos usuários, que optam pelas funcionalidades tecnológicas da startup, chamou a atenção de investidores mundo afora.

São 40 milhões de usuários no Brasil, no México e na Colômbia, onde o cartão roxo opera.

E dessa vez, foi a vez do bilionário Warren Buffett investir no Nubank, tornando-se sócio da empresa.

O valor de US$ 1,5 bilhão coloca o Nubank novamente em primeiro lugar na lista dos maiores aportes recebidos por startups latino-americanas.

Outros aportes gigantes foram recebidos por: 

  • Rappi (Colômbia) - US$ 1 bilhão em 2019 
  • Loft (Brasil) - US$ 525 milhões em 2021 
  • Kavak (México) - US$ 485 milhões em 2021 
  • Nubank (Brasil) - US$ 400 milhões em 2019  
  • iFood (Brasil) - US$ 400 milhões em 2018

 


Ou seja, dos seis maiores investimentos em startups da América Latina nos últimos anos, quatro deles foram para empresas brasileiras.

Isso significa que empreender no Brasil pode trazer excelentes resultados, e que investir por aqui, pode ser um grande negócio.

O Nubank é um exemplo de que o empreendedorismo no Brasil é forte e pode crescer ainda mais.

Mais do ACidade ON