Aguarde...

cotidiano

Jaguariúna tem melhor saldo de empregos pelo segundo mês

De acordo com dados do Novo Caged, cinco cidades do Circuito das Águas tiveram índices negativos na criação de novas vagas em março; confira os números

| ACidade ON - Circuito das Águas


Jaguariúna tem o melhor saldo de empregos criados em março entre as cidades do Circuito das Águas (Foto: Agência Brasil)

O município de Jaguariúna registrou o melhor saldo na criação de novos empregos com carteira assinada na região do Circuito das Águas Paulista pelo segundo mês consecutivo, em março, segundo dados divulgados pelo Novo Caged. De acordo com o levantamento, foram geradas 1.340 novas oportunidades, contra 1.003 desligamentos, o que resulta em um índice positivo de 337 vagas no período.

Segundo o balanço, Jaguariúna já havia apresentado um saldo positivo de 610 postos de trabalho no mês anterior, em fevereiro. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Social do município, Lúcio Tomasiello, o resultado comprova que o incentivo à criação de empregos adotado pela administração tem se mostrado eficaz em Jaguariúna.

"Eu acredito que estamos no caminho da retomada, e a expectativa é de chegar a 2 mil empregos ao final deste ano. Estamos trabalhando para atingir essa meta, para tentar mitigar os estragos deixados pela pandemia", afirma o secretário.

A estância de Holambra aparece logo em seguida, com saldo positivo de 132 novas vagas de emprego. Amparo é a terceira da lista, com 111 novas oportunidades geradas no mês de março.

Índices negativos

Em contrapartida, o balanço divulgado pelo Novo Caged mostra que cinco municípios pertencentes ao Circuito das Águas Paulista tiveram índices negativos na geração de novos postos de trabalho com carteira assinada durante o mesmo período.

Pedreira possui o maior número de demissões, com 543 desligamentos. Com isso, o município registrou um saldo negativo de 79 vagas de emprego. A segunda cidade com saldo negativo é Águas de Lindoia. A estância teve 158 demissões, contra apenas 127 admissões, o que resulta em um índice negativo de 31 oportunidades.

Em terceiro, Serra Negra aparece com um saldo negativo de 18 postos de trabalho. Durante o mês de março, a estância gerou 124 vagas de trabalho, contra 142 desligamentos. Portanto, o índice negativo é de 18 postos com carteira assinada. Confira os detalhes por cidade abaixo.

Dados do Novo Caged por município:

Águas de Lindoia 
*Admissões: 127 
*Demissões: 158 
*Saldo negativo de 31 vagas 

Amparo 
*Admissões: 723 
*Demissões: 612 
*Saldo de 111 vagas 

Holambra 
*Admissões: 534 
*Demissões: 402  
*Saldo de 132 vagas  

Jaguariúna  
*Admissões: 1.340 
*Demissões: 1.003 
*Saldo de 337 vagas 

Lindoia  
*Admissões: 48 
*Demissões: 58  
*Saldo negativo de 10 vagas 

Monte Alegre do Sul 
*Admissões: 30 
*Demissões: 31 
*Saldo negativo de 1 vaga  

Pedreira 
*Admissões: 464 
*Demissões: 543 
 Saldo negativo de 79 vagas

Serra Negra 
*Admissões: 124 
*Demissões: 142 
*Saldo negativo de 18 vagas 

Socorro 
*Admissões: 227 
*Demissões: 190  
*Saldo de 37 vagas

Setores no Circuito das Águas

Em relação às atividades da economia na qual cada cidade pode atuar, existem cinco setores: Agropecuária, Comércio, Construção, Indústria e Serviços. Durante o mês de março, todas as nove cidades do Circuito das Águas tiveram saldos negativos em, pelo menos, um setor da economia.

Com o melhor saldo da região, Jaguariúna registrou índices negativos apenas no setor da indústria. Já a atividades de serviços, apresentou o maior saldo positivo de novas vagas, com 294 oportunidades geradas no período.

Em Águas de Lindoia, o destaque é para serviços, com um saldo negativo de 38 vagas. Na estância, apenas a atividade de indústria possui um índice positivo, através da geração de 15 oportunidades. Águas de Lindoia não possui o setor de agropecuária.

Em Holambra, construção, comércio e serviços tiveram índices negativos, com destaque para o último, com 79. Indústria e agropecuária mantiveram dados positivos, com 5 e 211 novas vagas, respectivamente. Lindoia registrou saldos negativos em indústria e construção. Sem um setor de agropecuária, a estância teve número positivo em serviços e comércio.

Já em Amparo, comércio e agropecuária tiveram saldo negativo. O destaque da cidade vai para serviços, com saldo positivo de 95 vagas. Em seguida, a indústria gerou 17 vagas de emprego, enquanto o setor da construção foi responsável por nove novas oportunidades.

A estância de Monte Alegre do Sul teve saldos nulos em construção e serviços e apresentou saldo negativo de seis vagas na indústria. Em contrapartida, a agropecuária e o comércio tiveram índices positivos, com uma e quatro oportunidades geradas, respectivamente. Já em Serra Negra, serviços e construção fecharam o mês com um saldo negativo.

Pedreira e Socorro obtiveram o maior índice negativo no setor da indústria, com saldos negativos de 96 e 15 vagas, respectivamente. Em Pedreira, apenas a atividade de serviços teve números positivos, com 27 novas oportunidades. Já em Socorro, os demais setores tiveram saldos positivos, com destaque para serviços, na formação de 29 oportunidades.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON