Publicidade

cotidiano

Estado determina retorno presencial para 100% dos alunos

De acordo com anúncio do governo de São Paulo, as aulas presenciais das redes estadual, municipal e privada devem voltar a partir de segunda-feira (18)

| ACidade ON - Circuito das Águas -

Governo estadual determina retorno presencial de 100% dos alunos na próxima segunda-feira (18) (Foto: Governo do Estado/Divulgação)
As aulas presenciais das redes estadual, municipal e privada de ensino voltam a ser obrigatórias para 100% dos alunos a partir da próxima segunda-feira (18), segundo anúncio realizado pelo governo estadual nesta quarta-feira (13), em uma coletiva de imprensa. De acordo com o estado, as escolas municipais e privadas terão prazos para a devida adaptação definidos pelo Conselho de Educação.

"Começamos com a obrigatoriedade dos estudantes já na segunda-feira. O Conselho vai deliberar sobre o prazo para as escolas privadas. Vai ter um prazo em que a escola privada poderá se adaptar à regra. Para as redes municipais, deverá ser observada a regra de cada conselho", afirmou o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares.

Segundo o secretário, os estudantes só poderão deixar de frequentar as escolas por meio da apresentação de uma justificativa médica. Estudantes que fazem parte de grupo de exceções também estão isentos do retorno nos seguintes casos:

*Gestantes e puérperas;
*Com comorbidades em idades a partir de 12 anos e que não tenham completado ciclo vacinal contra a covid-19;
*Alunos com idades inferiores a 12 anos e que pertencem a grupos de risco para a covid-19 ou condição de saúde de maior fragilidade.


O uso de máscara por parte de estudantes e funcionários permanece obrigatório, assim como a utilização de álcool em gel nas escolas e equipamentos de proteção individual por parte de professores e demais funcionários. O distanciamento de 1 metro entre as carteiras também segue mantido até dia 3 de novembro.

"Tenho certeza que, como eu, pai de três adolescentes, todos aqueles que são mães e pais estão felizes com a possibilidade de seus filhos retomarem as aulas. Para garantir a segurança do retorno às aulas presenciais, todos os protocolos sanitários, como o distanciamento de um metro entre os alunos, uso obrigatório de máscara e álcool em gel, serão mantidos até o final de outubro", afirmou o governador João Doria (PSDB) durante a coletiva desta quarta-feira (13).

A partir do mês de novembro, o estado irá implementar novas mudanças, como a não obrigatoriedade do distanciamento de um metro e, por consequência, a extinção do revezamento entre os alunos nas aulas presenciais. Com isso, o estado pretende ampliar o acesso e a frequência dos estudantes da educação básica à unidade escolar.

"A educação precisa ser prioridade da sociedade. Fizemos todos os investimentos necessários para o cumprimento dos protocolos e essa volta tem total respaldo do Comitê Científico do Estado", destacou Rossieli Soares, secretário da Educação do estado de São Paulo.

No início de agosto, o governo estadual já havia liberado o retorno às aulas presenciais com 100% de ocupação, mediante a comprovação dos protocolos sanitários. Em algumas unidades escolares, foi necessário o revezamento de grupos. Com a autorização, o envio do estudante para a sala de aula era facultativo aos pais. Na ocasião, as prefeituras também tinham autonomia para definir as datas e regras de abertura.

Repercussão no Circuito

As prefeituras de Lindoia e Socorro afirmaram que o retorno às aulas presenciais da rede municipal de ensino já ocorreu em 23 de setembro e 4 de outubro, respectivamente. Já a prefeitura de Jaguariúna relatou que a secretaria de Educação municipal irá seguir todas as determinações do Governo do Estado de São Paulo.

As administrações das cidades de Águas de Lindoia, Amparo e Pedreira salientaram que irão aguardar a publicação da medida no Diário Oficial do Estado de São Paulo para acertar os próximos passos a serem tomados.

A prefeitura de Holambra afirmou que manterá o sistema de revezamento em duas turmas devido à falta de espaço para o distanciamento de 1 metro entre as carteiras para a retomada total dos estudantes. Segundo a administração, o retorno presencial completo e de 100% dos alunos deve ocorrer em novembro, quando o distanciamento não será mais obrigatório.

A apuração do ACidade On/Circuito das Águas entrou em contato com os setores de comunicação dos municípios de Monte Alegre do Sul e Serra Negra, mas não obteve retorno até o momento desta publicação.

Vacinação no estado

Na coletiva de imprensa desta quarta-feira (13), o governo estadual destacou que 97% dos profissionais da educação estão com o esquema vacinal completo. Além disso, o estado afirmou que 90% dos adolescentes de 12 a 17 anos de idade já tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19, o que permite o retorno seguro às salas de aula.  


Mais notícias


Publicidade