Aguarde...

cotidiano

Prefeito garante Monte Alegre no consórcio de vacinas

Edson Rodrigo diz que assinou o protocolo de intenção para a compra de imunizantes e que pediu para FNP fazer a correção e incluir a cidade na lista final

| ACidade ON - Circuito das Águas

Consórcio para compra de vacinas tem municípios definidos (Foto: Divulgação)
O prefeito de Monte Alegre do Sul, Edson Rodrigo (DEM), garantiu na noite desta sexta-feira (5) que assinou o protocolo de interesse de participação do consórcio criado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para a compra de vacinas e que iria apurar a razão da ausência do nome da cidade na lista final. O prazo terminou hoje às 12h. Ao todo, segundo a assessoria da FNP, 1.703 prefeituras se inscreveram.   

Leia mais 

Consorcio para compra de vacinas finaliza lista com 1.703 prefeituras 

"Primeiro, nossa cidade é filiada à Frente Nacional de Prefeitos, onde, inclusive sou um dos diretores. Sobre a questão das vacinas, certamente Monte Alegre do Sul aderiu ao consórcio. Nós mandamos nosso protocolo de intenção. A lista é atualizada constantemente e pode ser que não estava nesta lista, mas já contactei a equipe da Frente Nacional para fazer a correção", disse o prefeito. 

O chefe do Executivo da estância ainda criticou governo federal sobre a questão das vacinas. "É importante lembrar a obrigação do governo do federal, obrigação à qual vem sendo omisso há muito tempo e transferindo a responsabilidade aos municípios. Certamente se o Estado e o governo federal não fizerem sua obrigação constitucional, eu vou cortar o que tiver que cortar para comprar o número de vacinas suficiente para a população", ressalta. 

Edson Rodrigo ainda comentou que Monte Alegre do Sul está junto com a Frente Nacional e irá participar da compra do "pacote" de vacinas. "É hora de somar esforços para cobrar logo o governo sobre a questão das vacinas. Até segunda-feira terei a confirmação da Frente Nacional confirmando o nosso protocolo de intenção", concluiu. 

Finalizada a lista, o presidente da FNP, Jonas Donizete, ex-prefeito de Campinas, acredita que a associação seja constituída legalmente até 22 de março, para, em seguida, viabilizar a compra de mais vacinas. 

A Frente Nacional de Prefeitos afirma que o consórcio tem interesse em todos os imunizantes que não estiverem à disposição do Ministério da Saúde, mas que possuam aprovação para utilização na Anvisa ou em organismos internacionais.




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON