Aguarde...

cotidiano

Serra Negra aperta as regras e restringe atividades no comércio

Segundo o decreto, somente restaurantes, bares, floriculturas, entre outros setores poderão atender com entregas e drive-thru neste sábado (19) e domingo (20)

| ACidade ON - Circuito das Águas

Vista de Serra Negra (Foto: Divulgação)
A prefeitura de Serra Negra restringiu o atendimento de estabelecimentos comerciais essenciais, como lojas de materiais de construção e pet shops da cidade às entregas a domicílio, até às 20h. A medida foi publicada no decreto nº 5.234 e segue até dia 23 de junho. Durante o período, as atividades comerciais só poderão funcionar por meio de aplicativos, internet, telefone, entre outros recursos similares.

Além disso, no próximo sábado (19) e domingo (20), somente restaurantes, bares, lanchonetes, pizzarias, lojas de conveniência, comércio varejista, galerias, floriculturas, relojoarias e joalherias, lojas de paisagismo e jardinagem, lojas de confecções, calçados, tecidos, aviamentos, roupas, brinquedos, suplementos, cosméticos, laticínio, cafeterias, sorveterias e similares poderão operar por delivery e drive-thru, das 6h às 22h, não sendo permitido o atendimento presencial.  

Segundo a publicação, no caso de bares, lanchonetes, restaurantes e pizzarias, o funcionamento só será permitido das 18h às 22h no próximo domingo (20).

De acordo com o decreto, supermercados, mercados, padarias, açougues, hortifrutigranjeiros e similares deverão limitar a capacidade para 30% da lotação. O atendimento presencial é permitido de segunda a sábado, das 6h às 20h, sendo proibido o consumo de alimentos no local. No domingo (20), deverão permanecer fechados. Durante o funcionamento, os serviços essenciais deverão autorizar a entrada de apenas um integrante de cada família.

Hotéis, pousadas e chalés também deverão adotar a capacidade diária de 30% da lotação. Todos os eventos e as atividades de recreação seguem proibidos para o setor, incluindo a utilização de restaurantes, academias e piscinas.

Os templos e cultos religiosos em geral podem prosseguir, desde que seja obedecida a capacidade máxima de 30% do número de fiéis e duração de, no máximo, 40 minutos em cada culto, respeitando o intervalo mínimo de duas horas entre cada um. As atividades deverão ser encerradas às 20h.

De acordo com a publicação municipal, os salões de beleza, barbearias e estabelecimentos similares deverão atender os clientes individualmente e com hora marcada, sendo proibida a espera dentro dos comércios. O horário de funcionamento deve ocorrer até às 19h, permanecendo fechados neste sábado (19) e domingo (20).

Já os serviços médicos, hospitalares, fisioterápicos e os serviços funerários deverão obedecer rigorosamente os protocolos sanitários. Os postos de combustíveis e farmácias não terão restrições no período.

O atendimento presencial em oficinas mecânicas, auto elétricas e funilarias pode ocorrer, desde que não exceda à entrega do veículo para o conserto e proíba a permanência de clientes nas dependências.

Atividades suspensas

Segundo o decreto municipal, Serra Negra proibiu o funcionamento de casas noturnas, academias de esportes e centros de ginástica, atividades coletivas de qualquer natureza e as aulas presenciais nas redes municipais, estaduais e particulares de educação infantil, fundamental, médio e superior, assim como as instituições que oferecem cursos livres e profissionalizantes.

O atendimento ao público em pontos turísticos da cidade também está vedado, principalmente no Alto da Serra, no Cristo Redentor, no Parque Represa Dr. Jovino Silveira, no Parque Represa Adib João Dib, na Fonte Santo Agostinho, no Ponto de Aluguel de Cavalos, entre outras áreas, sejam particulares ou públicas. Os serviços de entretenimento, como trenzinhos, bondes, charretes, quadriciclos, entre outros, também estão proibidos, assim como as atividades de pesca, voo livre e as feiras de artesanato e similares.

O atendimento presencial e ao público dos serviços municipais estão suspensos, com exceção dos serviços de saúde, de segurança, de assistência social, de fornecimento e tratamento de água, de energia elétrica, de saneamento básico, de coleta de lixo, de telecomunicações, de serviços funerários e cemitérios, e demais serviços administrativos que dão suporte ao morador.

O consumo de bebidas alcoólicas e alimentos em vias públicas segue proibido, segundo o decreto.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON