cotidiano

Especial coronavirus

Águas de Lindoia confirma mais dois casos da variante Delta

Pacientes são dois homens, de 49 e 11 anos de idade, que já receberam alta médica; cidade totaliza três casos

| ACidade ON - Circuito das Águas -

Variante Delta se faz presente no Circuito das Águas (Foto: Imagem ilustrativa/Divulgação)
A Secretaria de Saúde de Águas de Lindoia anunciou nesta segunda-feira (27) ter recebido a notificação de mais dois casos de pessoas que contraíram a covid-19 pela variante Delta do novo coronavírus. O município totaliza três até o momento

De acordo com a pasta, os casos foram confirmados por meio de amostras de PCR sequenciadas. Os resultados foram liberados no último dia 23 de setembro, quinta-feira da semana passada.

Um dos pacientes é um homem, de 49 anos, que recebeu duas doses de vacina Sinovac, sem histórico anterior de covid-19. Ele apresentou os primeiros sintomas no dia 8 de setembro e já recebeu alta médica.

O segundo paciente diagnosticado com a Delta é um adolescente de 11 anos, não vacinado e também sem histórico de covid-19. Os sintomas começaram também no dia 8 de setembro e como no caso anterior, o paciente também está recuperado e recebeu alta clínica.

A Vigilância Sanitária de Águas de Lindoia diz por meio de nota que não identificou vínculo entre os dois casos".

Na semana passada, a região do Circuito das Águas, formada por nove municípios, chegou 77 registros da variante Delta do novo coronavírus, segundo um balanço realizado pelo Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do estado de São Paulo.

De acordo com o CVE, os dados foram coletados até o dia 20 de setembro e Jaguariúna foi a cidade da região com o maior número de casos, alcançando 57 confirmações. Com mais dois casos em Águas de Lindoia, o número total da região subiu para 79. Confira os detalhes por município abaixo:

Variante Delta no Circuito

Águas de Lindoia: 3
Holambra: 2
Jaguariúna: 57
Pedreira: 8
Serra Negra: 1
Socorro: 8
Total: 79 casos


A última atualização havia sido divulgada pelo estado no dia 31 de agosto, quando a região do Circuito contabilizava 25 registros da variante Delta e Jaguariúna possuía 19 casos. Em 20 dias, o número de registros positivos triplicou nas seis cidades com casos confirmados.

De acordo com a secretaria de Saúde do governo do estado de São Paulo, as variantes Delta, Alpha, Beta e Gamma são classificadas como "variantes de atenção" pelas autoridades sanitárias, "devido à possibilidade de aumento de transmissibilidade ou gravidade da infecção", segundo comunicado.

O balanço realizado pelo Centro de Vigilância Epidemiológico (CVE) ainda apontou que o estado de São Paulo possui 3.027 confirmações da variante Delta, três casos autóctones da Beta, 46 registros da Alpha e 2.362 casos da variante Gamma.

A confirmação das variantes só é possível por meio de um sequenciamento genético, considerado um instrumento de vigilância e monitoramento do cenário epidemiológico, mas que não deve ser confundido com um diagnóstico. Segundo a secretaria estadual de Saúde, do ponto de vista técnico e científico, o sequenciamento permite confirmar a circulação local da variante.

A Secretaria de Saúde do estado de São Paulo ainda reforça que as medidas sanitárias já conhecidas, como o uso de máscaras, a higienização das mãos, o distanciamento social e a vacinação contra a covid-19 seguem sendo cruciais para o combate à doença.



Mais notícias


Publicidade