cotidiano

Especial coronavirus

Doria não vê razão para novas restrições a comércio e serviços

Governador pontuou que todas as decisões relativas ao combate à pandemia no estado são amparadas no Comitê Científico.

| Estadao Conteudo -

Governador João Doria. (Foto: Divulgação/Governo do Estado)
 Por Matheus de Souza  

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou a afirmar que o governo não vê a necessidade de estabelecer novas medidas restritivas ao setores de comércio e de serviços no Estado. Mesmo com o aumento no número de casos de covid-19, alavancados pela variante Ômicron, Doria disse que "até o presente momento estamos numa situação sob controle".

Durante entrevista no Hospital das Clínicas, Doria pontuou que todas as decisões relativas ao combate à pandemia no Estado são amparadas no comitê científico.

Ele reforçou que o governo recomenda apenas que comércios aumentem a fiscalização dos protocolos de segurança, além de reforçar a obrigatoriedade do uso de máscaras.

Contudo, o tucano ressaltou que qualquer nova decisão sobre o tema será informada na próxima quarta-feira, "ou extraordinariamente se houver necessidade".

Na quarta-feira, 12, o governo de São Paulo recomendou que municípios do Estado reduzam em 30% a capacidade de público para grandes eventos, como shows, festas e atividades esportivas.

A sugestão ocorre após a alta de 58% no número de pessoas internadas em UTI por síndromes respiratórias nas duas últimas semanas.

Mais notícias


Publicidade