Aguarde...

Vacinas

Pedreira recebe a primeira remessa da vacina Pfizer

Segundo a prefeitura, são 654 doses que serão usadas já neste sábado em pessoas com deficiências, gestantes e puérperas e profissionais da educação

| ACidade ON - Circuito das Águas

Pedreira recebe doses da vacina da Pfizer/Biontech (Divulgação)
Pedreira recebeu o primeiro lote de vacinas da Pfizer/BioNTech contra a covid-19. De acordo com a administração, foram entregues 654 doses do imunizante pelo Departamento Regional de Saúde (DRS VII), em Campinas. Segundo a secretaria de Saúde, o lote será utilizado para completar a vacinação de pessoas com deficiências, grávidas e puérperas a partir dos 18 anos e profissionais da educação.   

Pedreira é o primeiro município do Circuito das Águas a anunciar a chegada da vacina desde que foi liberada para os municípios pelo Ministério da Saúde. Até então, Pedreira só utilizava na campanha de imunização as vacinas Coronavac, da farmacêutica chinesa Sinovac/Instituto Butantan, e da AstraZeneca/Oxford.

A secretária de Saúde, Ana Lúcia Nieri Goulart, afirma que todas as unidades de saúde estarão abertas neste sábado (12), das 8h às 16h, com a finalidade de atender os grupos citados acima, com ou sem agendamento prévio. No caso dos profissionais da educação, a secretária alerta que é necessário apresentar um QR Code com um código de aprovação no momento da imunização. Mais informações podem ser obtidas na Secretaria de Saúde.

A vacina da Pfizer/Biontech utiliza uma tecnologia chamada de mRNA ou RNA-mensageiro, que replica sequência de RNA para fabricar o imunizante. Segundo o Ministério da Saúde, as doses da vacina devem ser armazenadas em caixas com temperaturas entre -25ºC e -15ºC por, no máximo, 14 dias. A secretária Ana Lúcia relata que o município precisou comprar um novo refrigerador para guardar a remessa do imunizante.

"Nós nos preparamos para receber essa vacina. Nós recebemos uma nota técnica para nos adequarmos. Tivemos que comprar um freezer próprio, com todas as especificações para receber a vacina", comenta.

O intervalo entre a primeira e a segunda dose do imunizante fabricado pela Pfizer/Biontech é de 12 semanas.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON