Aguarde...

Especial Publicitário

Contratação de Jadson gera divergência de opiniões

O meia Jadson tem contrato fechado até maio de 2021 no Athletico Paranaense

ACidade ON

Crédito - Divulgação - Imagem; Athlético
Na sexta (9), Jadson, de 37 anos, foi contrato pelo Athletico Paranaense , com contrato até o final de maio de 2021. O novo meia do clube está sem jogar desde dezembro de 2019 e volta após 16 anos longe. Jadson demonstra animação com o novo contrato, e relata que não vai "passear", mesmo estando um tempo sem participar de jogos. 

Na ocasião de contratação, Jadson falou ao site oficial do clube:  

"Sou muito grato a Deus por tudo que ele me proporcionou. Pude conquistar títulos e jogar na Seleção Brasileira. Mas sempre sonhei em voltar. Estou realizando esse sonho e tenho que agradecer ao Petraglia. Vim para mostrar resultados, e não passear". 

No entanto, a nova contratação do Athletico tem gerado debate nos últimos dias. Há quem seja favorável à entrada do jogador, e há aqueles que estão criticando a decisão do clube.  

Quanto aos que estão favoráveis, Jadson é visto como um jogador de qualidade inegável de volta à casa. Já quem não ficou feliz com a decisão usa sua condição física e idade como argumentos. 

Um excelente jogador de volta à casa

Em entrevista para a RPC rede de televisão sediada em Curitiba o comentarista Cristian Toledo destacou o "extremo talento" do meia, e disse que ele "pode ser uma opção boa", reiterando a função de reserva no time atual.  

"Ele não está dentro da ideia de jogo do Eduardo Barros. O Athletico precisa de jogadores de dinâmica no meio. O Jadson já não tem físico para isso, mas você não pode desperdiçar um jogador com extremo talento", comenta.  

Existem boas apostas no futebol em cima de Jadson como atual meia do Athletico, mesmo estando na reserva.  

"Em um passe longo, uma bela cobrança de falta ou um arremate a gol, o Jadson ainda pode decidir uma partida. Vejo ele neste perfil. É um jogador que pode mudar a característica do jogo, mas sendo opção de banco. Não vejo o Jadson sendo titular", completa Cristian Toledo.  


A última disputa oficial do novo jogador foi no jogo do Corinthians contra o Fluminense, ocasião na qual teve que lidar com a derrota na 38ª rodada do Brasileirão do ano passado. A última partida completa de Jadson foi com o Timão contra o Cruzeiro, em junho deste ano, pela oitava rodada.

Um histórico positivo

Jadson traçou muito bem seu caminho pelo futebol e teve um destaque impressionante no Furacão de 2004, vice-campeão brasileiro. Na época, ele jogou como camisa 10 e foi considerado um dos melhores jogadores da época.  

Também passou pelo São Paulo, Corinthians, Tianjin Quanjian-CHI, e a Seleção Brasileira.

Na internet, as redes sociais demonstram debate intenso sobre o retorno do craque. Alguns torcedores valorizam a qualidade de Jadson e seu histórico, ao passo que outros se mostram preocupados com o rendimento de um jogador já sem ritmo para encarar os jogos, e com 37 anos.