Aguarde...

ACidadeON

Cotidiano

Ouvidoria vai apurar ação policial em baile funk que acabou em morte

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Ouvidoria das Polícias do Estado de São Paulo vai investigar a conduta de PMs envolvidos em uma ação que terminou com as mortes de três pessoas pisoteadas em um baile funk no bairro dos Pimentas, em Guarulhos (Grande SP), na madrugada de sábado (17).O órgão deve se posicionar até o fim do ano.Segundo testemunhas, o tumulto generalizado teria começado após a chegada da PM, inclusive com arremesso de bombas de efeito moral. O "baile do vermelho", como é conhecido entre a população, ocorre nos fins de semana em campo de terra batida, na rua da Pátria."Precisamos apurar em quais circunstâncias se deu a ação da Polícia Militar no local, bem como as consequências das mortes", disse o ouvidor Benedito Domingos Mariano. Durante o baile ao ar livre, morreram Ricardo Pereira da Silva, 21 anos, Mikaely Maria de Lima Lira, 27 anos e Marcelo do Nascimento Maria, 34 anos.Em uma próxima etapa, se necessário, segundo o ouvidor, o Ministério Público também poderá ser comunicado.Para Mariano, por questão estratégica, a presença do policial militar em um baile funk se dá sempre antes e nunca depois.O ouvidor ainda acrescentou que, embora seja um tipo de manifestação, os bailes funks, também conhecidos como pancadões, trazem por trás outras situações, como consumo de álcool e drogas e até a presença de menores de idade. "A questão é como agir", disse.A Secretaria Estadual de Segurança Pública, sob a gestão de Márcio França (PSB), afirma que os vídeos que circulam nas redes sociais como sendo do baile do último sábado, na realidade, foram postados dia 5 de novembro no Youtube. Porém, não soube dizer se o local seria o mesmo.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários