Aguarde...

ACidadeON

Cotidiano

Doria diz que presos de SP vão pintar as 5.500 escolas da rede estadual

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta sexta-feira (11) que os presos pintarão as cerca de 5.500 escolas estaduais. A afirmação foi feita durante coletiva, após reunião do secretariado no Palácio dos Bandeirantes.De acordo com a equipe de Doria, o serviço será feito nos períodos de férias escolares e nos finais de semana —dessa maneira, os detentos não terão contato com os estudantes.Só participarão do projeto os presos interessados e que estejam no sistema semiaberto. Inicialmente, serão abertas 8.000 vagas. Os presos terão redução de pena ao incluir esses dias de trabalho."Vamos cadastrar os municípios interessados", diz o secretário da Administração Penitenciária, Nivaldo Restivo, que é coronel e ex-comandante da Polícia Militar. O transporte dos presos ficará por conta das cidades interessadas, mas a fiscalização do trabalho deles será feito pelo estado.Segundo Restivo, não é preciso nenhuma mudança na legislação para colocar em prática o programa. Ele já existe, mas em escala menor.Quando foi anunciado secretário responsável pela gestão dos presídios em São Paulo, Restivo reconheceu o déficit de vagas nas unidades e disse que o aumento da capacidade será feito por meio de parcerias público-privadas, uma das prioridades da gestão Doria.O secretário também afirmou que outra meta será desafogar o sistema prisional, por meio do oferecimento de benefícios aos quais os presos têm direito e audiências de custódia.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários