ACidadeON

Cotidiano

Funcionário de centro de assistência social é assassinado em São Paulo

funcionário Cras assassinato

| Estadao Conteudo

Um funcionário do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Sé, da Prefeitura de São Paulo, foi morto a tiros em um anexo da unidade, localizado no Bom Retiro, na manhã desta quarta-feira, 11. Um suspeito de ter cometido o crime está sendo procurado pela polícia.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública, o crime aconteceu às 6h da manhã desta quarta na Avenida Tiradentes, onde está localizado o centro. O homem entrou no local, efetuou os disparos contra Wilson Silva Teles, de 41 anos, que trabalhava há cinco anos no local, e fugiu. Teles era funcionário terceirizado do setor de transportes e estava no prédio da Supervisão de Assistência Social (SAS) quando foi atacado.

A Polícia Civil investiga um homem de 36 anos que é considerado suspeito de ter cometido o homicídio. Os investigadores pediram a sua prisão temporária e, até a noite desta quarta, ainda realizavam diligências para tentar localizá-lo. O caso foi registrado como homicídio simples no 2º Distrito Policial (Bom Retiro), que deve dar continuidade às investigações do caso.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) lamentou o ocorrido e informou que os serviços para atendimento ao público foram temporariamente suspensos. O Cras faz em média, mensalmente, 4 mil atendimentos diretos.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários