Aguarde...

cotidiano

Brasil registra 674 novas mortes e é o 3º no mundo em casos

País passa Reino Unido e no fim de semana já havia ultrapassado Espanha (230 mil casos) e Itália (225 mil)

| ACidade ON

Tudo sobre o coronavírus na nossa região e no Brasil
 

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Brasil registrou nesta segunda-feira (18) 674 novas mortes por coronavírus, 13.140 novos casos e é agora o terceiro país com mais casos no mundo ao superar o Reino Unido - são 254.220 ao todo, contra 244.995 dos britânicos. O total de óbitos no Brasil é de 16.792. Outros 2.277 óbitos estão em investigação. 

No fim da semana, os dados costumam cair porque os laboratórios trabalham em esquema de plantão. O mesmo ocorre na segunda, que abrange dados de domingo. Os números diários do Brasil devem crescer nesta semana, porém. Os dois países à frente do Brasil em número de casos são EUA (cerca de 1,5 milhão) e Rússia (290 mil), segundo a Universidade Johns Hopkins (EUA), que monitora dados da pandemia de Covid-19. 

No fim de semana, o Brasil ultrapassou Espanha (230 mil casos) e Itália (225 mil). Na semana anterior, cruzou a barreira simbólica dos 10 mil mortos - um salto de mais de 50% nas mortes em sete dias. Os cinco primeiros países com mais mortes são EUA (89 mil), Reino Unido (cerca de 35 mil), Itália (cerca de 32 mil), França (28 mil) e Espanha (27 mil). O Brasil vem em seguida. No entanto, a Rússia, o segundo país com mais casos, lista menos de 3.000 mortes, um alvo de desconfiança interna e externa. 

São Paulo continua sendo o estado brasileiro com mais registros, com 63.066 casos e 4.823 mortes. Na sequência aparecem o Rio de Janeiro (2.852 mortes) e Ceará (1.748 mortes). 

Dados consolidados até domingo (17) mostram que 58,7% dos municípios brasileiros (3.270) já registraram casos de infecção pela Covid-19. Houve mortes em 21,9% das cidades (1.220). 

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda em Brasília, o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, disse que a doença tem um avanço consistente no país. Ele fez questão de comparar, entretanto, a situação do Brasil com outros países na relação entre óbitos e população. 

Segundo dados apresentados pela pasta, o país fica em 38º quando levado em conta a incidência da doença por cada milhão de habitantes. "Com relação à taxa de mortalidade, o Brasil está na 18ª posição", disse. 

Questionado na semana passada sobre a diferença entre o número de mortes causadas pelo coronavírus no Brasil e na Argentina, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sugeriu que a comparação entre os dois países deve ser feita de maneira proporcional às suas populações, e não por números absolutos. 

A comparação revela uma situação muito mais preocupante por aqui do que no país vizinho. A taxa de mortes por milhão de habitantes na Argentina era, até semana passada, de 7,9 e no Brasil, o índice é cerca de 10 vezes maior. O Brasil registra, segundo o governo federal, 139.622 hospitalizações por síndrome respiratória aguda grave —39.064 por Covid-19 e outras 47.873 sob investigação. Entre os mortos no Brasil, 69% tinham acima de 60 anos e 64% apresentavam pelo menos um fator de risco, como cardiopatia ou diabetes.

Mais do ACidade ON