ACidadeON

cotidiano

Facebook é alvo de novas investigações sobre Cambridge Analytica; ações despecam

FACEBOOK/CAMBRIDGE ANALYTICA investigações

| Estadao Conteudo

O governo dos Estados Unidos começou a investigar a participação do Facebook no escândalo de uso de dados de usuários da rede social pela empresa de consultoria política Cambridge Analytica. Agora, além do Departamento Federal de Investigações (FBI) outros três órgãos federais investigam o escândalo. As informações fizeram as ações da empresa despencarem nesta terça-feira, 3, diminuindo o valor de mercado do Facebook em US$ 12 bilhões.

A rede social entrou na mira dos órgãos federais depois de reportagens mostrarem que tecnologias da rede social permitiam a divulgação de dados de usuários, sem autorização, para terceiros. Investigações dentro e fora da companhia dão conta de que informações de 87 milhões de usuários da rede social foram usadas ilegalmente pela consultoria Cambridge Analytica, contratada para fazer campanha eleitoral para Donald Trump.

Na última segunda-feira, 2, o Facebook anunciou que a empresa estava sendo investigado também pela SEC, nos Estados Unidos. O jornal Washington Post disse que a Comissão de Valores Mobiliários e a Comissão Federal de Comércio também estão investigando a participação das duas empresas no uso de dados de 71 milhões de americanos.

Até então, as investigações estavam concentradas na consultoria e como ela usou os dados dos usuários da rede social. O jornal americano apurou, no entanto, que nos últimos dois meses as investigações passaram a mirar as responsabilidades do Facebook no caso.

Parte das investigações se concentra na alegação de que a rede social foi enganada pela Cambridge Analytica, discurso sustentado pelos executivos do Facebook, como o presidente da empresa, Mark Zuckerberg.

Especula-se que a outra linha de investigação avalia a falta de atenção da rede social em suas próprias regras. As investigações identificaram que os termos de uso do aplicativo usado pela Cambridge Analytica para coletar dados indicava que as informações poderiam ser usadas para fins comerciais.

A venda de dados de usuários do Facebook é considerada uma violação total das regras da empresa, mas ainda não está claro se a rede social se atentou para o regulamento do aplicativo.

Reflexo. Autoridades do Facebook defendem que a empresa diminuiu as possibilidades de coleta de dados de usuários por meio de aplicativos em 2015.

As declarações do Facebook, no entanto, não foram suficientes e as ações da empresa despencaram 2% um dia depois da publicação da reportagem. Com isso, o Facebook chegou a registrar perda de US$ 12 bilhões em avaliação de mercado.

A rede social chegou a perder 18% do seu valor uma semana depois que foram divulgados o escândalo envolvendo os dados de usuários e a Cambridge Analytica, mas recuperou os ganhos, marcando alta de 27% desde então.

Veja também