Aguarde...

ACidadeON

cotidiano

Advogados de Trump chamam ex-diretor do FBI de 'maquiavélico' em memorando

EUA Trump Investigação

| Estadao Conteudo

Os advogados do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lançaram ataques ao ex-diretor do FBI, James Comey, em um memorando confidencial do ano passado endereçado a um conselheiro especial. No documento, Comey é chamado de "maquiavélico", desonesto e "sem limites pela lei e regulação", em uma tentativa de minar a credibilidade do ex-líder, demitido por Trump em maio de 2017.

A carta permite visualizar a formação da estratégia legal utilizada hoje pelos advogados para colocar a palavra de Trump contra a de Comey, enxergado como uma testemunha crucial contra o presidente.

A demissão de Comey abriu caminho para a designação de Robert Mueller como conselheiro especial, e conversas individuais com Trump, que Comey documentou em uma série de memorandos, ajudaram a formar as bases da investigação de Mueller sobre obstrução de justiça pelo presidente dos Estados Unidos.

Veja também