JÁ É CADASTRADO?

Informe seu e-mail e senha para ter acesso a todo conteúdo do site:

ou
ainda não tem cadastro?

ACidadeON

cotidiano

EUA: Secretário refuta acusação de 'proposta mafiosa' à Coreia do Norte

TóquioJapãoEstados UnidosCoreia do Norte

| Estadao Conteudo

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, refutou neste domingo a acusação feita pela Coreia do Norte de seu país ter feito "proposta mafiosa" para tentar um acordo sobre o programa nuclear dos asiáticos. Pompeo afirmou que sua terceira visita ao país produziu resultados, mas também prometeu que as sanções permanecerão até que Pyongyang siga adiante a promessa do líder norte-coreano Kim Jong Un de se livrar de suas armas atômicas.

Pompeo minimizou um comunicado duramente crítico da Coreia do Norte após as negociações, em que o Ministério das Relações Exteriores do país reprimiu as esperanças de um acordo rápido e atacou os EUA por fazer exigências exageradas e exorbitantes com o objetivo de forçá-lo a abandonar as armas nucleares. A afirmação certamente alimentaria o crescente ceticismo nos EUA e em outros países sobre a real intenção de Kim em desistir de seu arsenal nuclear.

"Se esses pedidos forem mafiosos, o mundo é mafioso", disse Pompeo, observando que numerosas resoluções do Conselho de Segurança da ONU exigiram que a Coreia do Norte acabe com as armas nucleares e com seu programa de mísseis balísticos. "As pessoas vão fazer certos comentários depois das reuniões. Se eu prestasse atenção à imprensa, ficaria maluco e me recusaria a fazer isso".

Falando após reunir-se com seus pares japoneses e sul-coreanos em Tóquio, Pompeo disse que seus dois dias de conversações em Pyongyang foram produtivos e realizados de boa fé. Mas seguindo o comentário pungente do Norte, ele admitiu que o processo é difícil e que há muito trabalho pela frente. Fonte: Associated Press.

Veja também