ACidadeON

cotidiano

"Semi-Brexit" pode levar Reino Unido ao "status de colônia" da UE, diz Johnson

Reino UnidoBrexitJohnson

| Estadao Conteudo

O ex-ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, criticou abertamente a condução do processo britânico de saída da União Europeia (Brexit) em sua carta de renúncia.

"O sonho do Brexit está morrendo, sufocado pela desnecessária insegurança", afirmou Johnson, alertando que o Reino Unido corre o risco de passar por um "semi-Brexit", que poderia leva-lo ao "status de colônia" da União Europeia. Segundo ele, ao fim deste processo, muitos teriam dificuldade para ver benefícios econômicos e políticos da saída da União Europeia.

Sugerindo que a primeira-ministra Theresa May teria se rendido nas negociações com a União Europeia sobre o Brexit, Johnson afirmou que era como "se estivéssemos enviando nossa vanguarda para a batalha com as bandeiras brancas tremulando sobre eles".

Johnson entregou o cargo nesta manhã, horas após o ministro do Brexit, David Davis, anunciar sua saída do governo. O movimento amplia as especulações sobre a força de May para permanecer à frente do governo.

Veja também