ACidadeON

cotidiano

"Não é aceitável" acordo da Alemanha com Rússia no setor de energia, diz Trump

EUA Trump Alemanha críticas

| Estadao Conteudo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, utilizou sua conta no Twitter nesta quinta-feira para reclamar do comportamento dos países aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), criticando especificamente a Alemanha. Na opinião dele, o fato de que o governo da chanceler Angela Merkel fechou um acordo no setor energético com a Rússia "não é aceitável".

Trump está na Europa, onde participou da cúpula da Otan e deve se reunir com o presidente russo, Vladimir Putin. Hoje, o líder americano será recebido pela premiê do Reino Unido, Theresa May.

"Os presidentes [americanos] têm tentado há anos levar a Alemanha e outras nações ricas da Otan a pagar mais por sua proteção da Rússia. Eles pagam apenas uma fração de seu custo. Os EUA pagam dezenas de bilhões de dólares, muito disso para subsidiar a Europa, e perde muito no comércio!", reclamou Trump. "Além disso tudo, a Alemanha acaba de começar a pagar a Rússia, o país de quem eles querem proteção, bilhões de dólares por suas necessidades energéticas de um novo gasoduto da Rússia. Não é aceitável! Todas as nações da Otan precisam cumprir seu compromisso de 2% e devem posteriormente chegar a 4%", apontou.

Há um compromisso da Otan para que os países integrantes da aliança gastem 2% de seu Produto Interno Bruto (PIB) em defesa. Nesta semana, Trump defendeu que esse montante suba para 4%, porém o comando da Otan afirmou que está concentrado em que todos cumpram a meta atual até 2025, conforme acordo fechado em 2014.

Na quarta-feira, Trump chegou a dizer que a Alemanha era "refém" da Rússia, por sua dependência energética.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários