Aguarde...
Curadoria Hilst
+

curadoriahilst

Casa do Sol, patrimônio cultural tombado de Campinas

Construída por Hilda Hilst na década de 60 e mantida pelo Instituto Hilda Hilst, recebe visitantes e artistas residentes

| ACidade ON

Poesia em Voz Alta - Visita Poética à Casa do Sol
Seguindo seu propósito de ser um centro produtor e difusor de cultura, sobretudo na cidade de Campinas (SP), onde está sediado, o Instituto Hilda Hilst mantém a Casa do Sol, construída a partir de 1965 por Hilda para ser o porto seguro de sua criação. São 10 mil m2 de jardins incluindo a centenária e famosa Figueira e espécimes interessantes ateliê artístico, a Sala de Memória que preserva o Acervo Pessoal de Hilda, os muitos cachorros que eram uma paixão de Hilda e a própria Casa, que permanece viva sempre.

Além da obra de Hilda, a convivência na Casa do Sol inspirou a obra de muitos artistas que por lá passaram, viveram e criaram. Essa inspiração permanece viva na Casa do Sol, patrimônio cultural tombado de Campinas, e pode ser visitado em grupos de até 50 pessoas no Programa Visitas Poéticas.

O Programa existe em parceria com o grupo Matula de Teatro, que realiza intervenções poéticas durante a visita e guia os visitantes pelo Jardim da Lucidez, pela sala e escritório da Casa que permanecem com a mesma vitalidade de quando Hilda ali vivia, pelo Pátio da Casa e se encerra apoteoticamente na centenária Figueira. Foi ao encontrar essa Figueira que Hilda decidiu construir sua casa ao lado dessa sua amiga frondosa.  No Pátio realizamos leituras de poemas, oficinas de escrita e desenho, e um pequeno sarau. Os grupos podem optar por ficar mais tempo curtindo a Casa, fazendo um pique-nique no Jardim e até realizar outras atividades de seu interesse, aproveitando a inspiração do lugar.



É claro que, neste período de distanciamento social imposto pela pandemia COVID-19, o programa está suspenso. Mas a conversa e a troca de ideias continuam no Quarentena na Casa do Sol, com Olga Bilenky, aqui, no Curadoria Hilst. 

Mais do ACidade ON