+

Publicidade

Curadoria Hilst

Pílulas Biográficas de Hilda Hilst II - A Casa do Sol

A Pílula Biográfica de Hilda traz o universo em torno da Casa do Sol, a casa que ela construiu em Campinas para criar e para receber outros artistas e criadores

| ACidade ON -


Diria Fernando Pessoa: "Ninguém entende ninguém". Hilda foi mais além e mais divertida: "Fico besta quando me entendem". É o título, aliás, de um livro incrível com entrevistas feitas com Hilda, compilados pela Editora Globo.  

Nas Pílulas de Hilda você pode conhecer um pouco mais sobre a vida e a história de Hilda Hilst, poeta mundial nascida em Jaú e radicada em Campinas, mais especificamente na Casa do Sol, construída por ela entre 1963-1965 e hoje patrimônio histórico e cultural tombado.

Neste episódio, um pouco mais sobre a construção da Casa do Sol, sua rotina e os artistas que por lá passaram, criaram e influenciaram Hilda e foram também por ela influenciados. 

Mas, sendo uma pílula poética, tem também poesia, claro!  

DEZ CHAMAMENTOS AO AMIGO

VI

Sorrio quando penso
Em que lugar da sala
Guardarás o meu verso.
Distanciado
Dos teus livros políticos?
Na primeira gaveta
Mais próxima à janela?
Tu sorris quando lês
Ou te cansas de ver
Tamanha perdição
Amorável centelha
No meu rosto maduro?
E te pareço bela
Ou apenas te pareço
Mais poeta talvez
E menos séria?
O que pensa o homem
Do poeta? Que não há verdade
Na minha embriaguez
E que me preferes
Amiga mais pacífica
E menos aventura?
Que é de todo impossível
Guardar na tua sala
Vestígio passional
Da minha linguagem?
Eu te pareço louca?
Eu te pareço pura?
Eu te pareço moça?

Ou é mesmo verdade
Que nunca me soubeste?

Mais notícias


Publicidade