Aguarde...
Curadoria Hilst
  • +

    Curadoriahilst

    Via Vazia e Amavisse com Cida Moreira

    O escritor e seus múltiplos vem vos dizer adeus. Tentou na palavra o extremo-tudo E esboçou-se santo, prostituto e corifeu

    | ACidade ON


    A grande intérprete e atriz Cida Moreira nos brinda com a leitura de dois poemas, um deles contido em Via Vazia e o outro na contracapa do livro Amavisse. Hoje ambos são publicados pela @Companhia das Letras no livro Da Poesia.

    VIA VAZIA
    Descansa.
    O Homem já se fez
    O escuro cego raivoso animal
    Que pretendias.


    AMAVISSE (contracapa)
    O escritor e seus múltiplos vem vos dizer adeus.
    Tentou na palavra o extremo-tudo
    E esboçou-se santo, prostituto e corifeu. A infância
    Foi velada: obscura na teia da poesia e da loucura.
    A juventude apenas uma lauda de lascívia, de frêmito
    Tempo-Nada na página.
    Depois, transgressor metalescente de percursos
    Colou-se à compaixão, abismos e à sua própria sombra.
    Poupem-no o desperdício de explicar o ato de brincar.
    A dádiva de antes (a obra) excedeu-se no luxo.
    O Caderno Rosa é apenas resíduo de um "Potlatch".
    E hoje, repetindo Bataille:
    "Sinto-me livre para fracassar".


    Veja aqui a playlist completa. 


    Mais do ACidade ON