Aguarde...
Curadoria Hilst
  • +

    Curadoriahilst

    Especial Flip: Zeca Baleiro e a poesia musicada de Hilda Hilst

    Olga Bilenky recebe o músico e compositor Zeca Baleiro para um descontraído papo sobre os bastidores do CD Ode Descontínua e Remota Para Flauta e Oboé,

    | ACidade ON

     

    Olga Bilenky recebe o músico e compositor Zeca Baleiro para um descontraído papo sobre a poesia de Hilda Hilst, sua paixão por sua obra e os bastidores do CD Ode Descontínua e Remota Para Flauta e Oboé, em que musicou 10 de seus poemas. 

    Ode descontínua e remota para flauta e oboé. De Ariana para Dionísio" é uma série de poemas parte do livro "Júbilo, Memória, Noviciado da Paixão" (1974) sobre a História do amor impossível de Ariana e Dionísio. 

    O álbum foi criado por Zeca e a própria Hilda numa série de encontros como só a Casa do Sol pode proporcionar, estabelecendo esse lugar seguro e livre onde dois (ou mais) artistas podem sonhar, criar e produzir. Contou com a participação de diversas cantoras que emprestaram suas vozes para a personagem Ariana. Entre as colaboradoras estavam Ná Ozzetti, Maria Bethânia, Verônica Sabino, Angela Ro Ro e Zélia Duncan, que contou essa história em sua passagem pela Curadoria Hilst em 2020. 

    Segundo Zeca, "este disco começou a ser efetivamente gravado em abril de 2003 e levou exatos dois anos para ser concluído." Em fevereiro de 2015, este álbum ganhou vida nos palcos num show que teve apresentação única e inédita que Zeca Baleiro fez no Auditório Ibirapuera, em São Paulo.

    Faixas
    Canção I (Com Rita Ribeiro) - 4:15
    Canção II (Com Verônica Sabino) - 2:44
    Canção III (Com Maria Bethânia) - 1:57
    Canção IV (Com Jussara Silveira) - 3:22
    Canção V (Com Ângela Ro Ro) - 4:30
    Canção VI (Com Ná Ozzetti) - 4:45
    Canção VII (Com Zélia Duncan) - 3:08
    Canção VIII (Com Olívia Byington) - 3:30
    Canção IX (Com Mônica Salmaso) - 3:24
    Canção X (Com Ângela Maria) - 3:32 

    O nome José de Ribamar é uma homenagem a São José de Ribamar, santo maranhense da cidade de São José de ribamar no estado do maranhão. O apelido - Baleiro - vem do fato de Zeca consumir balas entre as aulas, durante o curso de Agronomia. Zeca começou sua carreira compondo melodias e músicas para peças infantis de teatro, onde se destacou pela qualidade de suas letras. Mudou-se para Belo Horizonte, onde cantava pelos bares da cidade. Foi morar em São Paulo, onde dividia um apartamento com seu parceiro musical Chico César. Apesar de sua carreira musical já existir 12 anos antes de gravar seu primeiro disco em 1997, seu salto para a fama foi em sua participação no Acústico MTV de Gal Costa com a canção "Flor da Pele", que lhe valeu projeção nacional.

    Veja aqui a playlist completa. 

    Para ver a programação paralela de #Teatro e #Cinema que o Instituto Hilda Hilst produziu especialmente para encerrar esta programação especialíssima da Curadoria Hilst na Flip, siga para https://www.sympla.com/InstitutoHildaHilst

    Mais do ACidade ON