+

Publicidade

Curadoria Hilst

Pílula Poética nº 103 - Novos Antropofágicos

Pílulas Poéticas de Hilda Hilst gravadas na Casa do Sol, na voz de Paula Santiago

| ACidade ON -

 

Nesta edição das Pílulas Poéticas, a atriz Paula Santiago lê trecho dos "Novos Antropofágicos", contidos no livro "Cartas de um Sedutor", hoje publicados em Da Prosa pela Companhia das Letras e também em Porno-Chic, da Globo Livros .

Era telúrico e único. Sonhava. Sonhava Adeuses e sombras. Sonhava deuses. Era cruel porque desde sempre foi desesperado. Encontrou um homem anjo. Para que vivessem juntos, na Terra, para sempre, ele cortou-lhe as asas. O outro matou-se, mergulhando nas águas. Estou vivo até hoje. Estou velho. Às noites bebo muito e olho as estrelas. Muitas vezes, escrevo. Aí repenso aquele, o hálito de neve, a desesperança. Deito-me. Austero, sonho que semeio favas negras e asas sobre uma terra escura, às vezes madrepérola.


Veja a Playlist completa aqui

Mais notícias


Publicidade