Aguarde...

ACidadeON

Economia

Mnuchin prevê que haverá progresso no acordo do Nafta após eleição mexicana

EUA Mnuchin

| Estadao Conteudo

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disse hoje prever que haverá progresso nas negociações para reformar o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês) após a eleição presidencial do México, que ocorre neste domingo (01). Nos últimos meses, EUA, Canadá e México têm mostrado divergências nas conversas sobre o Nafta.

Em entrevista à emissora americana CNBC, Mnuchin também afirmou estar "disponível para ouvir" qualquer proposta da China no que diz respeito ao conflito comercial do país asiático com os EUA.

Mais cedo, a Casa Branca informou que o presidente americano, Donald Trump, irá se basear na legislação existente para decidir sobre eventuais restrições a investimentos chineses nos EUA, o que significa que Washington descartou a opção de aplicar medidas mais duras contra Pequim. Segundo Mnuchin, os EUA não irão discriminar a China de forma generalizada.

Ainda à CNBC, Mnuchin disse não estar feliz com a decisão da Harley Davidson de mudar parte de sua produção da cidade de Kansas para o exterior, depois de a União Europeia ter elevado tarifas sobre motocicletas importadas dos EUA na última sexta-feira. Ontem, Trump ameaçou "taxar" a Harley Davidson "como nunca antes" se a empresa for adiante com seu plano.

Mnuchin comentou também se sentir desconfortável com o atual nível da relação dívida/PIB dos EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também