ACidadeON

Economia

Estoque total de crédito sobe 0,5% em maio para R$ 3,107 trilhões, diz BC

BC crédito maio estoque

| Estadao Conteudo

O estoque total de operações de crédito do sistema financeiro subiu 0,5% em maio ante abril, para R$ 3,107 trilhões, informou nesta quarta-feira, 27, o Banco Central. Em 12 meses, houve alta de 1,3%.

Em maio ante abril, houve elevação de 0,6% no estoque para pessoas físicas e alta de 0,5% para pessoas jurídicas.

De acordo com o BC, o estoque de crédito livre subiu 1,0% em maio, enquanto o de crédito direcionado manteve-se estável.

No crédito livre, houve alta de 1,0% no saldo para pessoas físicas no mês passado. Para as empresas, o estoque subiu 1,1% no período.

O BC informou ainda que o total de operações de crédito em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) seguiu em 46,6% em maio.

Habitação

O estoque das operações de crédito direcionado para habitação no segmento pessoa física cresceu 0,4% em maio ante abril, totalizando R$ 573,340 bilhões, informou o Banco Central.

Em 12 meses até maio, o crédito para habitação no segmento pessoa física subiu 4,6%.

Já o estoque de operações de crédito livre para compra de veículos por pessoa física avançou 0,8% em maio ante abril, para R$ 156,730 bilhões. Em 12 meses, houve alta de 10,0%.

Setores

O saldo de crédito para as empresas do setor de agropecuária somou R$ 22,329 bilhões em maio, informou o Banco Central. Em abril, o total havia sido de R$ 21,573 bilhões.

Já o saldo para a indústria atingiu R$ 664,035 bilhões em maio, ante R$ 664,839 bilhões em abril. O montante para o setor de serviços somou R$ 710,277 bilhões no mês passado, ante R$ 706,286 bilhões no mês anterior.

No caso do crédito para pessoa jurídica com sede no exterior e créditos não classificados (outros), o saldo somou R$ 23,263 bilhões em maio, ante R$ 20,844 bilhões em abril.

BNDES

O saldo de financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para empresas recuou 0,1% em maio ante abril, somando R$ 462,215 bilhões, informou o Banco Central. Em 12 meses, a queda acumulada é de 12,9%.

Em maio, houve recuo de 1,5% nas linhas de financiamento agroindustrial, alta de 0,1% no financiamento de investimentos e queda de 6,4% no saldo de capital de giro.

Veja também