ACidadeON

Economia

Abertura comercial deve ser gradual e com estratégia, diz MDIC

MDIC Brasil abertura comercial Marcos Jorge de Lima

| Estadao Conteudo

O Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, disse nesta sexta-feira, 29, na abertura do evento Competitividade com Foco na Exportação, que a abertura comercial do Brasil é importante, mas deve ser gradual e realizada com estratégia, para que as oportunidades criadas sejam amplamente aproveitadas. Segundo ele, é preciso trabalhar na qualificação dos setores e melhorar a desburocratização para não penalizar os setores da economia.

Lima lembrou que o País, em dois anos, implementou várias ações nesse sentido. Por exemplo, reduziu a zero a alíquota de importação de robôs colaborativos para a indústria para estimular a modernização da indústria. Além disso, o País revisou o posicionamento estratégico, com retomada no diálogo com mais de 15 países, inclusive os Estados Unidos. "Estamos prestes a fechar o tão sonhado acordo de livre comércio entre Brasil e União Europeia", completou.

O embaixador Roberto Jaguaribe, presidente da Agência de Promoção às Exportações (Apex Brasil), que apoia o evento, destacou a necessidade de maior abertura do País. "No momento em que o mundo se fecha, o Brasil precisa se abrir", disse, ao comentar a guerra comercial que mobiliza principalmente Estados Unidos e China, sem que a Europa, segundo ele, consiga influenciar na discussão. "Europa terá que acertar muito até desempenhar um papel relevante no debate global", completou.

Segundo o embaixador, o Brasil deve terminar o ano com US$ 80 bilhões em investimentos estrangeiros. "O Brasil não estava tão bom e não está tão ruim", ponderou.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários