ACidadeON

Economia

GLP empresarial fica 57,52% mais caro do que gás residencial, diz Sindigás

Petrobras reajuste gás de cozinha Sindigás

| Estadao Conteudo

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que depois do aumento de 4,4% anunciado nesta quarta-feira, 4, pela Petrobras para o gás de cozinha (GLP 13 kg) a diferença entre o preço do gás empresarial para o residencial foi para 57,52%. Em relação ao preço praticado no mercado internacional, o "ágio" da Petrobras seria de 25,45%, segundo o Sindigás.

"Esse ágio vem pressionando ainda mais os custos de negócios que têm o GLP entre seus principais insumos, impactando de forma crucial as empresas que operam com uso intensivo de GLP", disse o Sindigás em nota.

Segundo a entidade, os ajustes do gás de cozinha irão variar entre 4,2% e 4,6%, dependendo do polo de suprimento. O aumento vale a partir de quinta-feira, 5.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários