Aguarde...

ACidadeON

Economia

Governadores fazem ressalvas à reforma da Previdência

| FOLHAPRESS

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Considerados peças-chave para garantir apoio do Congresso à reforma da Previdência, governadores eleitos fizeram ressalvas sobre as possíveis mudanças nas regras da aposentadoria e indicaram que podem não dar suporte integral à proposta. Após a reunião com Bolsonaro, o governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que o grupo vai apoiar a reforma da Previdência. Em seguida, o governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), fez uma série de ponderações sobre esse apoio às mudanças. De acordo com o emedebista, parte dos governadores defende "algumas alterações" no que vem sendo negociado nessa área. Entre os pontos, estão as diferenciações de tratamento entre trabalhadores rurais e urbanos e entre homens e mulheres. "Que alguns direitos, principalmente os sociais, sejam garantidos nessa reforma para que não penalize os que mais sofrem, que não penalize as pessoas mais carentes", afirmou Ibaneis. O apoio dos governadores é considerado importante porque eles têm poder de negociação com deputados e senadores de seus estados. Por se tratar de uma PEC (proposta de emenda à Constituição), uma reforma da Previdência ampla exige apoio de ao menos três quintos dos deputados e senadores em dois turnos de votação em cada Casa. Para o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), é preciso encontrar uma alternativa que ajuste as contas e respeite direitos. "Não é razoável que se trabalhe com medidas que tenham impacto mais forte sobre os mais pobres, como é o projeto que está no Congresso. É preciso chegar naquilo que é, de verdade, privilégio", disse. Governadores também afirmam esperar uma definição concreta da equipe de Bolsonaro sobre qual será o formato da reforma. "Estamos dispostos a ajudar, porque entendemos que é importante para o Brasil, mas temos de entender qual a reforma que será votada, efetivamente", afirmou o governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

Veja também