Aguarde...

ACidadeON

Economia

Presidente do conselho da Nissan deve ser preso no Japão por violação financeira

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do conselho de administração da Nissan, Carlos Ghosn, deve ser preso no Japão por supostas violações financeiras, informou nesta segunda-feira (19) o jornal local "Asahi".Além da Nissan, Ghosn é também presidente do conselho e executivo-chefe da Renault da França.O jornal apontou que o presidente é suspeito de ter subestimado sua própria receita nas demonstrações financeiras.A emissora pública NHK informou que Ghosn está sendo interrogado por suspeita de violações financeiras. A Nissan, em comunicado, disse que a empresa esta checando a reportagem, já a Renault não respondeu sobre o escândalo.Em Paris, na França, as ações da Renault caíam acentuadamente, com recuo de 5,5 por cento.GHOSNNascido no Brasil, descendente de libaneses e cidadão francês, iniciou sua carreira na Michelin na França e depois se transferiu para a Renault. Em 1999, se juntou à Nissan depois que a Renault comprou uma participação controladora e se tornou seu presidente-executivo em 2001. No Japão é raro ter um executivo estrangeiro no topo da carreira. Ghosn é bem cotado na Nissan por ter tirado a empresa da beira da falência.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários