Aguarde...

ACidadeON

Economia

Por erro em texto, Senado aprova novamente MP que institui Rota 2030

| FOLHAPRESS

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Senado federal aprovou novamente nesta terça-feira (20) a Medida Provisória 843, que institui um novo regime tributário para o setor automotivo, o chamado Rota 2030.A medida já havia sido aprovada pelos senadores no dia 8 de novembro, mas o texto teve de ser novamente analisado pelo plenário para a correção de um "erro formal", segundo o presidente da Casa, senador Eunício Oliveira (MDB-CE).O texto, que segue novamente para a sanção presidencial, instituiu um novo regime automotivo em substituição ao Inovar Auto, que perdeu validade no início do ano passado. A MP prevê abatimentos do Imposto de Renda para montadoras que quiserem aderir ao programa e que investirem em pesquisa e desenvolvimento no país.O texto produzido pelo Congresso não inclui importadores de veículos no benefício fiscal do programa. A supressão pode bater de frente com a Organização Mundial do Comércio (OMC), que decidiu contra o Inovar Auto justamente por conta dos benefícios concedidos no programa para as montadoras estabelecidas no país.O governo havia incluído os importadores na MP justamente para evitar questionamentos em organismos como a OMC, mas a previsão foi retirada durante a tramitação da proposta.A MP também prevê a redução de até 3 pontos percentuais da alíquota do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente sobre veículos equipados com motores "flex", que usam tanto gasolina como álcool.Para os demais veículos, o texto estabelece um teto de 2 pontos percentuais de redução. Veículos elétricos e híbridos também terão isenção de IPI e do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) no financiamento ligado à compra por parte de taxistas.O texto que segue à sanção altera ainda as diretrizes do Rota 2030 para o incremento da produtividade das indústrias de mobilidade e logística, para assegurar a capacitação técnica e a qualificação profissional no setor, além de incluir como diretriz um dispositivo para assegurar a expansão ou a manutenção do emprego no setor de mobilidade e logística.Além de tratar do setor automobilístico, a MP incorporou temas estranhos à sua matéria, como a desoneração da folha de pagamentos para indústria moveleira, diminuição de tributos para quadriciclos, renovação de programa de restituição de tributos e aumento de descontos para pagamento de dívidas junto à União.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários