Publicidade

Educa mais cast

Projeto da Educação atua em 3 frentes para recompor aprendizagens

Observando as dificuldades de cada criança, três frentes de aprendizagens foram constituídas: alfabetização, produção textual e raciocínio lógico-matemático

| ACidade ON -

Crianças do Ensino Básico desenvolvem atividades de acordo com as suas dificuldades. Crédito: Divulgação.

O projeto de Recomposição da aprendizagem que vem sendo desenvolvido pela Secretaria Municipal da Educação (SME) de São Carlos desde que as aulas presenciais foram retomadas se baseia em três pilares, a fim de que os estudantes do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental consigam recuperar habilidades e competências que foram perdidas ou prejudicadas em razão do período de pandemia. 

As frentes de atuação do programa foram estipuladas de acordo com o nível de aprendizagem do aluno e as dificuldades apresentadas na sala de aula. São elas: desenvolvimento da alfabetização, produção textual e raciocínio lógico-matemático. 

"A recomposição vai acontecendo na medida em que vamos acolhendo as crianças, avaliando e verificando o que ficou para trás para elaborar as melhores atividades", destaca a coordenadora pedagógica da Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) "Antônio Stella Moruzzi", Juliana Mendes de Oliveira. 

Essa avaliação é feita pelo próprio professor, que fica também responsável por encaminhar o estudante à frente de trabalho mais adequada para a dificuldade apresentada. 

A diretora pedagógica da SME, Alessandra Marques da Cunha Lopes, exemplifica que a criança pode ser indicada para mais de uma frente, como alfabetização e matemática, ou produção textual e matemática. A exceção é feita para alfabetização e produção textual, que merecem ser trabalhadas em separado, já que a segunda só é realizada quando a criança já apresenta domínio completo do código da língua. 

"Colocando de forma mais simples, o que estamos fazendo é orientar os professores a realizar a flexibilização do currículo, observando as habilidades e competências indispensáveis dos anos anteriores para prosseguir o aprofundamento dos conteúdos que não foram trabalhados e, assim, conseguir avançar e tratar questões pertinentes ao ano letivo em que o estudante está hoje. A Recomposição da aprendizagem coloca em prática um currículo contínuo, resultado de 2020, 2021 e 2022", explica Alessandra. 

Pilares colocados em prática 

A recomposição da alfabetização ajuda as crianças a se apropriarem do processo de aquisição da língua materna. De acordo com o planejamento proposto pela SME, as atividades com essa finalidade são realizadas duas vezes na semana, durante uma hora, com grupos formados por até cinco alunos. 

Já a produção textual conta com exercícios que abordam gênero textual, coesão, coerência, ortografia e gramática, além da prática da escrita. Para ela, é reservado um horário por semana, durante duas horas, com grupos de 10 de estudantes. 

Entre os pilares do programa, estão exercícios de raciocínio lógico. Crédito: Divulgação.
Por fim, a frente de trabalho de raciocínio lógico contempla quatro eixos da matemática: Sistema de numeração decimal; Espaço e forma; Grandezas e medidas; e Tratamento da informação e operações. Essas aulas atendem 10 crianças durante uma hora, de uma a duas vezes por semana.

Publicidade