Publicidade

Educa mais cast

Participação da comunidade ajuda no processo de aprendizagem das crianças

Envolvimento de pais e responsáveis nas atividades desenvolvidas com alunos do Ensino Básico em sala de aula contribui para os resultados da Recomposição da aprendizagem

| ACidade ON -

Existe um ditado popular que afirma: "é preciso uma aldeia para criar uma criança". Ele destaca a importância do engajamento social coletivo além do núcleo familiar no pleno desenvolvimento infantil, o que, no campo da Educação, possui benefícios conhecidos e comprovados cientificamente. 

Na Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) "Antônio Stella Moruzzi", em São Carlos (SP), a escola abre as portas da sala de aula para a participação de pais, mães e familiares nas chamadas "Atividades de Êxito", que têm como objetivo envolvê-los no processo de aprendizagem da turma de forma ativa. Desta forma, procura-se desconstruir uma cultura de interações pontuais com a escola, realizadas geralmente nas reuniões de pais ou apresentações. 

Crédito: Divulgação
Com a retomada das aulas presenciais no pós-pandemia, as Atividades de Êxito contribuem, inclusive, para a Recomposição da Aprendizagem, como destaca a coordenadora pedagógica da EMEB Moruzzi, Juliana Mendes de Oliveira.  

"Um dos grandes desafios da Recomposição é a gestão de tempo em sala de aula, a fim de estimular a máxima aprendizagem. Nesse sentido, as atividades com a comunidade garantem o bom aproveitamento, visto que são muito efetivas". 

Exemplo dessas ações, a Tertúlia Dialógica é uma atividade em grupo que aproxima os estudantes de obras clássicas da literatura, da música e das artes visuais. Nela, cada participante compartilha com os demais trechos da obra que tenham chamado a atenção, despertado uma reflexão ou sentimento. O grupo é tutorado por um adulto convidado, que, voluntariamente, faz a mediação das interações.  

"A atividade contribui para potencializar a competência de leitura, a oralidade, a criticidade e o diálogo igualitário, além de fortalecer os laços entre a criança, a família, o professor e a escola", ressalta Juliana.

Publicidade