Publicidade

Educa mais cast

Formação continuada é essencial para qualificação educacional

A capacitação de professores e profissionais da Educação permite o desenvolvimento de ações pautadas por novos conhecimentos, estratégias e atividades contextualizadas

| ACidade ON -

Apresentando-se como um modelo baseado em conhecimentos mais específicos, a formação continuada propõe um processo permanente de aprendizagem, no qual o profissional se mantém também no papel de estudante ao longo de sua jornada. Esse modelo de ensino atende às necessidades mais emergentes da prática das profissões, direcionando-a com informações e ferramentas atualizadas. 

Ainda que possa ser aplicada nos mais diversos campos do conhecimento, esse tipo de capacitação é fundamental na docência e para os profissionais envolvidos com na Educação. "A educação é dinâmica e está diretamente ligada às relações pessoais, aos valores, às ideias, à sociedade e suas mudanças. Assim sendo, é de extrema importância que o educador adquira conhecimentos sobre as mudanças tecnológicas, profissionais e sociais que envolvem o ambiente escolar e o cotidiano das crianças e dos estudantes", destaca a pedagoga Gabriela Maria Fornaciari, supervisora de unidade do Centro de Formação dos Profissionais da Educação CeFPE São Carlos.
 

Crédito: Divulgação
 

 Inaugurado em 2017, o Centro tem como objetivo dar suporte às ações de formação continuada de qualificação dos profissionais que atuam na esfera da Secretaria Municipal de Educação (SME), ampliando suas competências e fomentando discussões sobre o tema. 

Educação em evolução 

Muitos são os benefícios e as contribuições da formação continuada ao educador a partir do estudo e a atualização constante que ela oferece, de acordo com Gabriela. Para a pedagoga, esse tipo de capacitação possibilita a construção de novos conhecimentos, metodologias, estratégias e atividades contextualizadas, provocando os profissionais a repensarem sua prática e atualizarem seus recursos para melhor atuação. 

"Quando o educador realiza o seu trabalho e, ao mesmo tempo, investiga de modo conjunto com seus pares, constitui-se uma troca que cria um ambiente colaborativo. Além disso, a formação continuada implica transformação, seja do sistema, do sujeito, ou da coletividade", enfatiza a supervisora.

Publicidade