Barcelona tentou antecipar renda de transmissão para obter empréstimo, diz site Barcelona tentou antecipar renda de transmissão para obter empréstimo, diz site

Barcelona tentou antecipar renda de transmissão para obter empréstimo, diz site

Barcelona tentou antecipar renda de transmissão para obter empréstimo, diz site

Em situação financeira delicada nos últimos anos, o Barcelona tentou antecipar sua futura renda com direitos de transmissão de jogos na Liga dos Campeões para usar como garantia de um empréstimo, informou o site The Athletic, nesta quarta-feira. O pedido teria sido feito por um executivo do clube espanhol diretamente à Uefa, entidade que organiza os principais torneios continentais da Europa.

A abordagem junto à Uefa teria acontecido antes da gestão do presidente Joan Laporta, eleito em março de 2021. O clube recorreu à entidade continental, segundo o The Athletic, para tentar estabilizar suas contas, prejudicadas nos últimos anos por gastos excessivos em contratações e altos salários para jogadores. A situação foi agravada pela pandemia de covid-19, que impediu a presença de torcedores nos estádios e zerou a bilheteria do clube.

>

As dívidas do clube chegaram a atingir 1,3 bilhão de euros, equivalente a quase R$ 7 bilhões. Com dificuldades para se adequar às regras do Fair Play Financeiro do futebol espanhol, o clube catalão precisou se desfazer do seu principal jogador, o argentino Lionel Messi, na temporada passada.

Diante da situação financeira perigosa, o clube apelou à Uefa para antecipar renda com transmissão da televisão, algo que times brasileiros já fizeram diversas vezes. O pagamento, se antecipado, iria ser usado como garantia para o Barça obter um empréstimo junto aos bancos. Mas a Uefa rejeitou a proposta sem hesitar.

De acordo com o The Athletic, a Uefa teria rejeitado a proposta incomum no futebol europeu com o argumento de que seria impossível garantir que o Barcelona estaria disputando a Liga dos Campeões nos anos seguintes. Afinal, para entrar na prestigiada competição, é preciso buscar a classificação pelo Campeonato Espanhol - e o Barça sofreu forte queda de rendimento nos últimos anos.

Segundo a apuração do site, a rejeição da proposta surpreendeu o executivo do Barcelona, que parecia já contar com a aprovação do pedido. Procurada formalmente, a Uefa disse que não faria comentários públicos sobre o assunto por conta da 'confidencialidade do processo'.

Nesta semana, o presidente do clube anunciou que vendeu uma participação de 25% de seu centro de produção de conteúdo a fim de aumentar seu poder financeiro. A ação também é uma tentativa de usar os jogadores contratados de forma imediata. O valor envolvido na negociação é de aproximadamente 102 milhões de euros (cerca de R$ 540 milhões).

O montante deve permitir que o Barça atenda às finanças do Campeonato Espanhol. Recentemente, o clube trouxe Robert Lewandowski, Raphinha e Jules Kounde e desembolsou 163 milhões de euros (cerca de R$ 847 milhões). O alto investimento gasto para reforçar o time colocou o dirigente no centro de críticas por sobrecarregar o futuro do time com essas estratégias de encontrar dinheiro novo.

Mais Notícias

Mais Notícias