ACidadeON

Esportes

Murray volta a acusar dores no quadril e anuncia que não jogará em Wimbledon

tênis Wimbledon Andy Murray

| Estadao Conteudo

O calvário de Andy Murray continua. O tenista britânico anunciou neste domingo a sua desistência do Grand Slam de Wimbledon, que começará nesta segunda-feira, em Londres, após voltar a acusar dores no quadril que o atrapalham há pelo menos um ano.

Duas vezes campeão do tradicional torneio inglês, com os títulos obtidos em 2013 e 2016, o escocês disputou apenas três partidas neste ano, todas elas nas últimas semanas nesta temporada de grama, sendo que só venceu uma delas.

Murray, de 31 anos de idade, tinha estreia em Wimbledon programada para ocorrer nesta terça-feira, quando enfrentaria o francês Benoit Paire, mas optou por não jogar ao alegar que vem sofrendo com dores no lado direito do seu quadril.

"É com o coração pesado que estou anunciando que estarei desistindo de Wimbledon este ano", revelou Murray por meio de publicação em suas redes sociais. "Fiz progressos significativos nos treinos e nos jogos nos últimos dez dias, mas depois de longas discussões com minha equipe decidimos que jogar partidas de melhor de cinco sets pode

ser um pouco cedo demais no processo de recuperação. Fizemos tudo o que podíamos para tentar estar prontos a tempo", lamentou em sua página no Twitter.

Murray iniciou um longo tempo de afastamento das quadras em julho do ano passado, justamente depois de jogar Wimbledon, do qual acabou sendo eliminado nas quartas de final pelo norte-americano Sam Querrey, então já sofrendo com fortes dores no quadril.

O ex-líder do ranking mundial e atual 156º colocado ficou 11 meses sem jogar e voltou a atuar apenas no mês passado. Inicialmente, o seu retorno às competições estava previsto para ocorrer em janeiro. Entretanto, o procedimento convencional de tratamento não teve sucesso e ele se viu na necessidade de ser submetido a uma operação no quadril no primeiro mês do ano, ampliando assim o seu tempo de afastamento das quadras.

Murray voltou a atuar no Torneio de Queen's, em Londres, onde caiu na estreia diante do australiano Nick Kyrgios. Depois disso, ele abriu campanha em Eastbourne superando o suíço Stan Wawrinka, mas em seguida caiu diante do britânico Kyle Edmund na segunda rodada da competição preparatória para Wimbledon.

Com a desistência de Murray, o taiwanês Jason Jung acabou herdando a vaga aberta pelo ídolo britânico e entrará no Grand Slam como lucky loser (perdedor sortudo) após não ter conseguido ingressar na chave principal do importante evento.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários