ACidadeON

Esportes

Surpreso, Verstappen atribui 1ª vitória do ano ao bom trabalho com os pneus

Fórmula 1 GP da Áustria Red Bull Verstappen

| Estadao Conteudo

O holandês Max Verstappen não escondeu a surpresa pela vitória no GP da Áustria da Fórmula 1, neste domingo, na cidade de Spielberg. O piloto da Red Bull admitiu que não exibia ritmo bom o suficiente para sonhar com o triunfo e atribuiu o resultado ao bom trabalho com os pneus ao longo da prova disputada na "casa" da sua equipe.

"Foi um pouco inesperado, principalmente depois do rendimento que exibimos na sexta-feira nas simulações de corrida", reconheceu o piloto. "Mas foi incrível. Foi difícil administrar o desgaste dos pneus. Tivemos que cuidar muito deles, havia muitas bolhas. Porém, conseguimos mantê-los até o fim."

Para o holandês, a postura menos agressiva na largada e nas primeiras voltas ajudaram na conquista da vitória. "Os pneus estavam muito sensíveis e as bolhas já podiam acontecer nas primeiras cinco voltas, se fôssemos mais agressivos. Os pneus iriam começar a se abrir e o estrago estaria feito."

As temperaturas mais elevadas do que o esperado foram as maiores responsáveis pela alta degradação dos compostos da Pirelli. Outros pilotos sofreram mais com as bolhas. Verstappen, contudo, avaliou que seu maior cuidado com o diferencial para chegar na frente dos demais.

"Eu tentei administrar bem, podia ver os pneus se abrindo. Mas tentei contornar o problema. Tentei fazer a minha própria corrida, principalmente depois de ver Valtteri Bottas sair da corrida por conta de problemas em seu carro", declarou Verstappen.

O holandês também atribuiu o resultado às diversas decisões tomadas ao longo da prova. "Tomei a decisão certa quando entrou o safety car virtual e fui para os boxes. Eu estava na frente e apenas mantive minha meta de fazer a minha corrida [sem olhar para os rivais]", declarou.

Verstappen faturou sua primeira vitória do ano, sendo seu terceiro pódio consecutivo e o quarto nas últimas cinco corridas. Com esta sequência de resultados, ele vem se recuperando no Mundial de Pilotos, após um fraco início de temporada. Ele ocupa o quinto lugar, apenas três pontos (96 a 93) atrás do australiano Daniel Ricciardo, que abandonou neste domingo.

Veja também