Aguarde...

ACidadeON

Esportes

Djokovic vence e Zverev dá adeus a Wimbledon com 'pneu'; Soares avança nas duplas

tênis Wimbledon Novak Djokovic Alexander Zverev Bruno Soares

| Estadao Conteudo

O longo sábado de disputas de Wimbledon invadiu a noite em Londres e alguns dos últimos confrontos encerrados na programação da chave masculina de simples terminaram com resultados que geraram um misto de frustração e surpresa aos torcedores que compareceram às quadras do All England Club.

Campeão do Grand Slam inglês em 2011, 2014 e 2015, o sérvio Novak Djokovic foi o responsável pela eliminação do britânico Kyle Edmund, 21º cabeça de chave, com uma vitória por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 6/3, 6/2 e 6/4.

Embora Djokovic ostente a condição de 12º pré-classificado e tenha triunfado por três vezes na capital inglesa, Edmund vive melhor momento que o tenista de Belgrado e ocupa a 17ª posição do ranking mundial, enquanto o ex-número 1 da ATP hoje é o 21º.

Assim, a torcida local tinha esperança de ver o britânico se classificando às oitavas de final com um triunfo. E o jogador da casa chegou a sonhar com a vitória ao ganhar o primeiro set confirmando todos os seus saques e ao aproveitar uma das quarto chances que teve de quebrar o serviço do seu adversário.

A partir daí, porém, o sérvio deu início a uma reação avassaladora. Além de ganhar todos os games que disputou com o saque na mão, converteu quatro break points para ganhar os três sets seguintes de maneira tranquila.

Assim, Djokovic avançou às oitavas de final para enfrentar o russo Karen Khachanov, que em outro duelo do dia superou o norte-americano Frances Tiafoe por 3 sets a 2, também de virada, com parciais de 4/6, 4/6, 7/6 (7/3), 6/2 e 6/1.

ZVEREV CAI - Quarto cabeça de chave em Wimbledon e atual terceiro colocado do ranking mundial, Alexander Zverev decepcionou neste sábado ao ser surpreendido pelo letão Ernests Gulbis, 138º da ATP, que eliminou o alemão com uma vitória por 3 sets a 2, com 7/6 (7/2), 4/6, 5/7, 6/3 e 6/0.

Com o triunfo que deixou os torcedores atônitos ao verem o favorito cair diante de um grande azarão e ainda levando um "pneu" (6/0) no quinto set, o tenista da Letônia avançou às oitavas de final e se credenciou para encarar o japonês Kei Nishikori, 24º cabeça de chave, que no confronto derradeiro deste sábado, em Londres, superou o australiano Nick Kyrgios, 15º pré-classificado, com parciais de 6/1, 7/6 (7/3) e 6/4.

Para se ter ideia do tamanho do feito de Gulbis, de 29 anos, ele se tornou neste sábado o primeiro tenista vindo do qualifying de Wimbledon ao ingressar às oitavas de final do Grand Slam desde 2012, quando o norte-americano Brian Baker também atingiu esta mesma fase depois de ter disputado o torneio qualificatório para a chave principal na capital inglesa.

SOARES AVANÇA NAS DUPLAS - Em outro duelo realizado neste sábado, o brasileiro Bruno Soares também se garantiu nas oitavas de final do torneio de duplas masculina de Wimbledon. Atuando ao lado do britânico Jamie Murray, ele derrotou a parceria formada pelo norte-americano Taylor Fritz e o australiano Matthew Ebden por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/3 e 6/1.

Com a vitória, o brasileiro e o escocês, que são os cabeças de chave número 5 desta disputa, avançaram para enfrentar na próxima fase os irmãos ingleses Neal Skupski e Ken Skupski. "Foi mais um grande jogo aqui. Nós jogamos super bem de novo e estamos bem felizes com esse resultado, em três sets novamente. Sacamos muito bem e não cedemos nenhum break point, aproveitando para guardar o máximo de energia possível para a próxima rodada," disse Bruno Soares ao comemorar o bom resultado.

Neste duelo contra Fritz e Ebden, além de confirmarem todos os seus saques sem oferecer nenhuma chance de quebra aos seus adversários, o brasileiro e o britânico aproveitaram cinco das 14 oportunidades que tiveram de ganhar games no serviço dos rivais, liquidados em 1h45min de confronto.

Veja também